Lançado em 2014 para PC e posteriormente para consolas PS4 e Xbox One, Cannon Brawl recebeu este ano o seu merecido port para Nintendo Switch, e encaixa que nem uma luva neste formato portátil.

Este peculiar título publicado pela Temple Gates Games, trata-se de uma mistura bem conseguida de géneros RTS (Estratégia em tempo real), gestão de recursos e controlo, tower defense e action RPG; com muito frenesim e desafio pelo meio.

Começando pela história, toda ela de escrita muito simples de quem pouco quer contar, começamos a guerrear primeiramente como uma princesa com mega-habilidades de aviação, em auxilio do seu pacífico pai, que do nada foi atacado e obrigado a entrar em guerra pelo irmão, um familiar invejoso e demoníaco; que a todo o custo tenciona roubar as terras do seu parente.

Cannon-Brawl-Dialogo  

O objectivo é muito simples no papel, mas torna-se complexo ao longo dos níveis que vais desbloqueando. Basicamente, controlas um dirigível, que será a base de todas as tuas construções e movimentos. Terás um deposito de ouro que irá aumentando com os fragmentos de ouros que adquires com as construções de minas, e serão esses fundos que irão gerir as tuas construções, upgrades e arsenal de guerra. O teu objectivo será conquistar terreno através dos balões aéroes que vais colocando no terreno, até teres uma boa posição para acabar com o forte do teu inimigo, que naturalmente terá também as suas bases e estratégias estipuladas pela IA, ficando cada vez mais complexo e de dificuldade elevada de bater ao longo dos níveis.

Lê mais:  Gears of War | Filme e Série Animada são anunciados pela Netflix

Além da princesa, vais desbloqueando novas personagens depois de completares certos níveis, e cada herói que uses para os combates, terão vantagens únicas. Por exemplo, a princesa tem um cooldown entre o uso das tuas máquinas de guerra. Já o príncipe tem a vantagem de reparar automaticamente os teus edíficos se tiveres a controlar a nave perto deles. Tudo irá depender do teu estilo de jogo favorito.

Cannon-Brawl-Chars  

Cannon Brawl poderia facilmente cair no factor de repetição e cansar rapidamente, mas isso não acontece! Isto advém da imensa variedade de armas e construções que dão azo à imaginação de cada um. Cada partida parece diferente e o que existe em comum é apenas a sedução do seu core que te faz querer jogar mais e mais, mesmo quando acabas derrotado.

Com uma apresentação simples toda ela em 2D, Cannon Brawl tem os sprites necessários o quanto baste para te satisfazer em todo o seu panorama, muito coloridos e com traço de animação do estilo produção mobile game, com modelos de unidades e fortificações muito característicos, mas nunca para te dar tempo de grandes apreciações, já que todos os segundos parados contam, nível após nível, e o foco estará mesmo nos reflexos e acção, deixando quase que propositadamente os visuais de lado.

Cannon-Brawl-Combate  

Infelizmente não consegui testar as partidas online, já que por muitas tentativas feitas, não consegui encontrar partidas. Era de esperar, uma vez que não parece existir uma grande competitividade online deste jogo, algo que se reflecte na procura dos jogadores.

Lê mais:  PAC-MAN WORLD RE-PAC | Remaster chega a 26 de Agosto

Cannon Brawl já se encontra disponível nas plataformas PlayStation 3PlayStation 4, Nintendo Switch, Microsoft Windows, Linux, macOS, Xbox 360 e Xbox One.

CONCLUSÃO
Frenesim Viciante
8
Curioso, explorador, e fã de videojogos desde que me lembro, e em especial pela saga Metal Gear. Não jogo plataformas, jogo jogos.
cannon-brawl-analiseCannon Brawl é, em suma, um jogo simples com a fórmula necessária para te viciar umas quantas longas horas! De visual colorido e descontraído, o sumo da experiência encontra-se na sua jogabilidade, que te dará variadas possibilidades de estratégias. É um port necessário, que agora encaixa na perfeição na tua Nintendo Switch.