Após o sucesso que foi o lançamento do primeiro volume da famosa série de manga Chainsaw Man de Tatsuki Fujimoto, a Editora Devir publicou finalmente em Portugal o segundo volume, que segue a história do estranho protagonista Denji, cujo desejo mais puro é o de… apalpar peitos? Apesar de estranha, esta história tem vindo a apaixonar os leitores, recebendo até a sua própria adaptação para anime em 2022.

Enquanto que o primeiro volume de Chainsaw Man se focou na “história de origem” de Denji e em como ele ganhou os seus poderes de demónio, este foca-se no desenvolvimento da trama: Denji juntou-se à Segurança Pública, onde começou, juntamente com Aki e com Power, a caçar e matar demónios. Inspirado pelo desejo de “apalpar peitos”, Denji tem uma batalha terrível contra o Demónio Morcego.

Neste volume, somos também apresentados a novas personagens, sendo estas Himeno, a colega de Aki, e os companheiros Arai e Kobeni. Cada um deles tem uma personalidade excêntrica, e muito diferentes umas das outras: por um lado, temos Himeno, já afetada pela morte dos seus anteriores companheiros, é relaxada, não tendo nada a perder; por outro lado, temos Kobeni, que apesar de ser extremamente forte, está sempre com medo de tudo, e de todos.

Comparando com a adaptação para anime de Chainsaw Man, finalmente consigo entender a razão porque esta é considerada uma passagem quase perfeita de manga para animação. Todos os pequenos momentos, todos os pormenores, tudo o que está no anime, está no manga, devido à quase perfeição da arte de Tatsuki Fujimoto. Como já havia referido na análise ao primeiro volume, toda a cinematografia do anime está no manga, e isso tornou também este segundo volume no experiência genial.

Como costume, esta edição da Editora Devir não ficou nada atrás das já existentes de Chainsaw Man. A capa e a contracapa contêm ambas uma excelente qualidade de imagem impressa, sendo bastante bonitas visualmente. Tanto o comprimento como a largura deste volume são iguais ao anterior, contendo este segundo volume também 192 páginas a preto e branco. A lombada contém as palavras Chainsaw Man, desta vez em cor de rosa, o que cria também um contraste excelente com o volume anterior, onde as palavras estavam a amarelo.

Lê mais:  Monster Vol. 1 | Análise

O primeiro volume de Chainsaw Man já está disponível no site da Editora Devir!

CONCLUSÃO
Fiel
9
chainsaw-man-vol-2-analiseEste segundo volume de Chainsaw Man continua a trama de uma forma extremamente original, contendo na mesma a excelente qualidade artística já presente no outro volume de Tatsuki Fujimoto.