Hoje trago-vos o mais recente jogo da The Farm 51, uma equipa fundada por veteranos da série Painkiller, cujo último projecto foi o Get Even, uma experiência psicológica bastante interessante.

Este recente projecto deles chama-se Chernobylite e, como o nome consta, passa-se vários anos depois do famoso acidente nuclear de Chernobil, com uma junção de várias mecânicas e ideias interessantes.

Tirando inspiração no último projecto da equipa, temos aqui de novo uma história com aspectos psicológicos, onde temos o nosso protagonista Igor, que volta a Pripyat para investigar e obter respostas do desaparecimento da sua noiva Tatyana.

Igor sofre de visões da sua noiva, juntamente com várias alucinações que não irei mencionar para manter a surpresa, mas tenho a dizer que por vezes dão um susto ao jogador, e mantêm um mistério constante durante toda a duração do jogo.

A jogabilidade tem como raiz 3 aspectos: sobrevivência, combate e gestão. Todos estes aspectos dependem uns dos outros, e o jogo requer uma masterização dos 3 para poder ser superado.

Chernobylite 1  

O jogo também tem uma fórmula, em que repetes uma rotina diariamente, ou seja, quando começas o dia, podes ter alguma personagem a falar contigo e a dar-te uma missão, e terás de escolher que missões tu e os teus colegas irão fazer, estas missões variam entre missões de história, ou missões focadas em arranjar recursos, como comida, balas ou medicação.

Após as missões, passarás a noite na tua base, onde poderás falar com os teus colegas, para aprenderes skills novas, como aumetar o dano das armas, ou o espaço no inventário. Irás poder também aproveitar este tempo para contruir algo na tua base, como uma mesa para fazer crafting de armas ou armaduras, por exemplo.

Para acabar o dia, simplesmente precisas de te dirigir até à tua cama, onde irás dormir até à manhã seguinte, recomeçando a rotina.

Chernobylite 2  

Em relação à sobrevivência, este é possivelmente o aspecto onde vais estar mais investido e onde irás passar mais tempo, pois envolve explorar as zonas, coleccionando vários materiais e comida para poderes garantir recursos para crafting e também comida suficiente para garantir que tu e os teus colegas possam comer nesse dia.

Lê mais:  FIFA 23 | Análise

O jogo está dividido em vários mapas pequenos para explorares e fazer as missões. Os mapas são bem concebidos, sendo uma excelente representação de Chernobile, com vários pontos de interesse representados com bastante realismo.

Graficamente também impressiona, com uma boa dose de efeitos, texturas detalhadas e com cenários cheios de objectos e detalhes que aumentam a imerssão.

Chernobylite 3  

No que toca ao combate, o jogo dá-te bastantes opções e liberdade, fazendo com que, se fores bom o suficiente, consigas até quase evitar o combate durante toda a duração do jogo.

Durante as missões, irás cruzar-te com inimigos que patrulham o mapa, sendo estes soldados simples, soldados com armadura, ou criaturas paranormais humanóides.

Em qualquer situação onde te encontras com inimigos, tens sempre a opção de simplesmente abrires fogo e lutares com eles, ou agachares-te e silenciosamente tentar passar por eles despercebido, evitando uma situação de combate, possivelmente poupando balas e recursos que podem ser precisos para mais tarde.

Chernobylite 4  

Evitar o combate é bastante encorajado, pois matar inimigos ou estar em contacto directo com uma das criaturas reduz a tua barra de psyche, que é responsável por manter o estado mental de Igor estável, quando a barra de psyche desce por completo, Igor perde vida continuamente, e a única forma de recuperar psyche é tomando medicação, que utiliza recursos que podem ser usados em outras coisas possivelmente mais úteis.

No caso de te sentires encurralado, tens sempre a possibilidade de fazer um stealth takedown num inimigo, aproximando-te das costas dele, ou então usar uma das armadilhas que podes criar durante as missões, como uma mina que dá um choque e paralisa quem a pisar, bastante boa para os soldados com armadura.

Se fores descoberto ou se stealth não for o teu interesse, tens sempre a opção de trocar tiros com os inimigos.

Chernobylite 5  

Tens à tua disposição uma série de armas bastante variadas, desde algo básico como uma revolver e uma shotgun, como também algo mais fictício como uma railgun, com todas as armas a terem um bom impacto e a serem divertidas de disparar.

Lê mais:  Xbox Game Pass | Pentiment entre as novidades de Novembro 2022!

Entre as missões, vais ter sempre um tempo para poderes melhorar a tua base, construíndo aparelhos e equipamentos para criar e melhorar o teu equipamento, como uma mesa para criar armas, ou uma para armaduras, por exemplo.

Algumas das criações requerem energia para funcionar, e também podem poluir o ar ou aumentar a radiação da tua base, o que para poderes manter tudo num estado saudável, irás precisar também de construir aparelhos que filtrem o ar e que baixem a radiação da base, de modo a manter a base segura para se viver.

Chernobylite 6  

Este aspecto de melhorar a base é o terceiro e último aspecto do jogo, que envolve esta gestão constante, de missão a missão, ajudando a evoluir a tua personagem, e também os teus colegas.

O grande objectivo do jogo envolve uma série de tarefas, como juntar pessoas suficientes e arranjar o equipamento necessário, para executar uma operação, que irá dar fecho a história.

Juntando os 3 aspectos que definem a jogabilidade, Chernobylite utiliza uma base simples e sólida, e dá complexidade com estas pequenas variações que ajuda a manter o interesse no jogo do início ao fim. Apesar de maior parte das missões serem executadas da mesma forma, é o aspecto da surpresa e improviso que faz com que o jogo nunca se torne muito repetitivo ou aborrecido.

Chernobylite 7  

Tenho a acrescentar que, no meu PC, com uma RX 480 8GB, 16 GB de ram e um i7 4770k, o jogo correu bem, com algumas situações de quedas de fps, mas nada de muito grave ou incomodativo.

Chernobylite já se encontra disponível para PC na SteamGOG e Epic Games Store, com lançamento previsto para a Playstation 4Xbox One a 7 de Setembro de 2021, com a Playstation 5 e as Xbox Series para mais tarde em 2021.

8.2 – Radioactivo

CONCLUSÃO
Radioactivo
8.2
chernobylite-analiseChernobylite é um jogo que sabe o que faz bem, e nunca tenta desviar-se desse caminho. Não veio para revolucionar, mas veio para nos trazer uma boa história e uma boa experiência de jogabilidade, sólida do início ao fim, numa das representações mais fieis das ruínas do desastre de Chernobyl.