O actor John Boyega, mais conhecido pelo seu papel como Finn na franquia Star Wars, marcou presença numa manifestação em Hyde Park, Londres, em resposta à morte de George Floyd nos Estados Unidos e em apoio ao movimento #BlackLivesMatter.

John Boyega juntou-se aos mais de mil protestantes no local, a maior parte com máscaras e luvas, gritando para um megafone, onde mencionou os nomes de outras vítimas de racismo no país:

“Somos uma representação física do nosso apoio a George Floyd. Somos uma representação física do nosso apoio a Sandra Bland. Somos uma representação física do nosso apoio a Trayvon Martin. Somos uma representação física do nosso apoio a Stephen Lawrence.”

“Falo do fundo do meu coração. Não sei se vou ter uma carreira depois disto, mas que se lixe. Hoje é sobre pessoas inocentes que estavam a meio do seu processo. Não sabemos o que George Floyd poderia ter conquistado. Não sabemos o que Sandra Bland poderia ter conquistado. E hoje vamos certificarmo-nos que esse pensamento não será estranho aos nossos jovens.”

John Boyega já tinha abordado o sucedido nas redes sociais, sendo acusado de usar a situação como “desculpa para incitar ódio contra os brancos” quando nem sequer é Americano, pelo que não devia intrometer-se. O actor respondeu imediatemente de forma clara: “No entanto, tenho família e amigos lá [na América] que podem vir a ser vítimas caso as coisas não mudem. No entanto, trabalho lá 6 meses do ano e não quero trabalhar sob medo. Não sabes nada sobre mim. Portanto cala essa boca.”

O mesmo foi ainda reportado no Twitter por “violação das regras” devido a uma resposta sua. John Boyega não pareceu muito preocupado, até porque o Twitter declarou a ocorrência sem efeito.

John Boyega também partilhou no Instagram um tributo a George Floyd e ao movimento #BlackLivesMatter, com a última declaração de Floyd antes de perder a consciência e um pequeno texto:

“George Floyd. Parte-me o coração ouvir sobre o ciclo de violência contínuo direccionado às pessoas de cor pelos polícias racistas. Acusações de assassínio apenas. #JusticaPorGeorgeFloyd O primeiro post onde tive de desligar os comentários. Hoje nenhum de vocês vai ter a última palavra. Tenho dito.”

John Boyega afirma ainda que a mãe o apoia firmemente, e que disse “Bom menino” quando viu os comentários do filho na internet.

#BlackLivesMatter

Caso não te encontres ao corrente dos mais recentes acontecimentos, um homem Afro-Americano de 46 anos sufocou até à morte em Minneapolis após um polícia lhe ter colocado o joelho sobre o pescoço, durante uma detenção no meio da rua. Apesar dos pedidos urgentes para o deixarem levantar, pois não conseguia respirar, estes não foram ouvidos e foram, em vez disso, prolongados por mais de oito minutos.

Apesar de o relatório oficial da autópsia ter apontado vários problemas de saúde que levaram a um enfarte durante a detenção como a causa da morte de George Floyd, poucos foram aqueles que o aceitaram como veredicto final. Estes acusam, em vez disso, os polícias que apelidam de “assassinos”, não só pela violência excessivo como pelas consequências da mesma. O polícia em questão, aliás, já conhecia Floyd há vários anos e tinha trabalho com ele. A detenção foi, alegadamente, devido a uma nota falsa usada por Floyd – no entanto, esta acabou por nem ser falsa.

A morte de George Floyd não é única e vem a ser adicionada a uma longa lista de outras em circunstâncias igualmente horríficas. Foi apenas o catalista para uma onda de solidariedade por parte das nações de todo o mundo no combate ao racismo e tratamento diferencial dos indivíduos negros na nossa sociedade, particularmente pela parte das forças policiais (mas não só) com o objectivo de mudar mentalidades e proteger os mais vulneráveis.

Várias marcas famosas já manifestaram o seu apoio, tanto online como nas ruas, e a própria Sony decidiu adiar o seu evento Future of Gaming em prol de dar o palco aos recentes acontecimentos.

Na Squared Potato mantemo-nos solidários em relação ao movimento #BlackLivesMatter e continuaremos a publicar conteúdo relacionado com o mesmo, pedindo que mantenham os vossos comentários respeituosos. Para mais informações, visita a página oficial aqui.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.