Com o Natal cada vez mais próximo e com a chegada do frio e chuva, a solução mais apetecível para muitos passa por ficar no aconchego da sua casa, a divertir-se com videojogos.

Como Dezembro se trata do mês das compras Natalícias e é uma das alturas que se adquires novas consolas, trago-te na minha opinião, alguns dos melhores exclusivos Xbox Game Studios, todos eles jogáveis nas novas consolas da Microsoft. Este é um guia ideal não só para novatos na plataforma, como também para muitos jogadores que não tiveram a oportunidade de experienciar alguns destes títulos antes.

As plataformas da MicrosoftXbox One, Xbox Series S/X e Windows 10 -, têm um vasto e diverso catálogo de exclusivos para todos os géneros, e com um futuro de grande crescimento no que toca a novas propriedades intelectuais, após a mais recente aquisição da família ZeniMax, responsável por estúdios de grande dimensão como a Bethesda, id Software, Tango Gameworks, entre outros.

Enquanto muitas dessas novas propriedades intelectuais estão a “ser cozinhadas” com todo o tempo necessário, porque não jogares grandes títulos das plataformas Xbox que te possam ter passado ao lado, ou voltar a jogar novamente se for o caso? Aqui fica a minha sugestão de grandes exclusivos Xbox que não te podem passar ao lado:

Quantum Break

Se jogaste Control ou algum outro título da Remedy, provavelmente já sabes que irás desfrutar de um enredo misterioso e bizarro, mas no entanto muito marcante, como é habitual da desenvolvedora.

Trata-se de um shooter em terceira pessoa, passado numa universidade fictícia de ciências nos Estados Unidos, onde ocorria com o maior sigilo, testes com viagens no tempo. Um desses eventos acaba por correr mal, e o protagonista Jack Joyce acaba por ser afectado de várias maneiras, mas pelo lado positivo ganha novos poderes de manipulação do tempo, entre outros.

Este título é muito peculiar, pois além do bom jogo, conta também com uma série live action que vai contando como as tuas escolhas ao longo do jogo os afectaram de alguma forma. Muito interessante, bem ao estilo da Remedy. Um título obrigatório.


Ori and the Will of the Wisps

O meu título favorito de 2020. Ori and the Will of the Wisps é uma continuação de uma viagem mágica, mas que supera em tudo o seu antecessor.

O jogo é muuuuuito tocante, com uma história emocionante e de partir o coração, e ao mesmo tempo apresenta-nos uma jogabilidade de plataformas em 2D metroidvania muito desafiadora, com elementos RPG, e um visual capaz de fazer cair o queixo, quase que literalmente. Um dos melhores títulos da geração, com toda a certeza.


Rare Replay

Ahhhh, a saudosa Rare com os seus clássicos intemporais. Ideal tanto para os mais nostálgicos, como para os mais novos jogadores que querem conhecer o fascinante passado dos videojogos, mais propriamente desta desenvolvedora britânica adquirida pela Microsoft.

Lê mais:  Xbox Game Pass | Control entre as 17 adições ao catálogo em Dezembro!

Esta edição Rare Replay, trata-se uma colectânea do trigésimo aniversário da empresa,  com 30 icónicos jogos que fizeram enorme sucesso em plataformas como a NES, SNES, N64, Xbox, e até Xbox 360.

Além dos incríveis jogos que marcaram gerações, esta edição traz imensos conteúdos extra, como documentários de alguns jogos, making-off, desafios, e muito mais… Uma colecção ideal para um verdadeiro geek.


Halo: The Master Chief Collection

Não, não precisas de ter uma Xbox ou uma Xbox 360 para ficares a conhecer os jogos da saga Halo. Tudo isso graças a uma das melhores colectâneas já feitas, Halo: The Master Chief Collection.

Esta colecção abrange seis jogos do Halo, ideal quer sejas um fã da saga ou quer estejas a conhecer o Spartan 117 pela primeira vez. Esta é a derradeira experiência Halo, e tudo isso na tua Xbox One ou Xbox Series S/X.

A história completa do Master Chief e toda a sua jornada, contam com os servidores de todos os jogos activos, é composta pelos seguintes títulos da saga:

  • Halo: Reach
  • Halo: Combat Evolved
  • Halo 2: Anniversary
  • Halo 3
  • Halo 3: ODST
  • Halo 4

Forza Horizon 4

Mesmo não sendo um grande fã de racing games, esta foi a saga que me fez saltar para a nova geração e adquirir uma Xbox One com um dos seus antecessores – Forza Horizon 2, e portanto, para quem não é tão fã do género e se sentiu quase que obrigado depois de ver este jogo a correr na consola, imaginem quem realmente é fã deste tipo de jogo.

Forza Horizon 4 traz tudo o que cativou os jogadores nos seus jogos anteriores, e ainda inova muito mais não só visualmente, como no vasto conteúdo que trouxe, e continua a trazer nas mais recentes actualizações.

Gostos não se discutem, mas é inegável que Forza Horizon 4 em termos técnicos é o melhor arcade racing-game da geração, e um título obrigatório para os fãs de Xbox One, e especialmente de automobilismo.


Gears 5

A par de Halo, a saga mais aclamada da história das consolas da Microsoft é sem dúvida Gears of War, que quase dispensa apresentações após mais de 7 lançamentos de jogos da saga.

Um dos títulos que revolucionou a indústria desde o seu lançamento (2006), com uma perspectiva de terceira pessoa e sistema de cover/shooting revolucionário para a sua época, estilo que serviu de inspiração para outros jogos que vieram mais tarde, tornando-se assim a base de inspiração para os TPS modernos.

Em Gears 5, viverás uma das campanhas mais emocionantes, com uma vertente humana e conflitos interiores muito fortes, deixando um pouco de lado a pura chacina que a série nos habituou, e focando mais numa narrativa muito sólida e importante para a série. Mas calma, todo o gore e acção frenética característica da série está presente no jogo, e BEM PRESENTE!

Lê mais:  Visage | Análise

D4: Dark Dreams Don’t Die

Apesar de ter sido um fiasco de vendas, e não ter tido a continuação tão esperada pelos poucos fãs do jogo, D4 é talvez o título mais peculiar da consola, e merece muito ser jogado por ti, não fosse ter sido dirigido por Hidetaka Suehiro, o pai de jogos como Deadly Premonition e The Missing: J.J. Macfield and the Island of Memories.

Trata-se de um jogo point-and-click, e encarnarás o personagem David Young, um detective que é no mínimo; muito bizarro, e cuja esposa foi assassinada de forma misteriosa, deixando um enorme buraco de pistas por resolver.

Os eventos do assassinato deixaram alguns tipos de experiências traumáticas na mente do protagonista, e causaram amnésia, ao mesmo tempo que lhe deram alguns poderes vantajosos especiais, e que trazem um certo toque de magia ao jogo. Prepara-te quando experimentares D4, pois tudo é ainda mais estranho do que esperarás.


Killer Instinct

C-C-C-COMBO BREAKER!!! A lendária franquia de luta com um visual apropriado para o lançamento de 2013 na Xbox One, acção desenfreada, um elenco selvagem e bizarro de lutadores, e uma banda sonora louca com um rock bem pesado.

Trata-se de um reboot da série, embora alguns elementos dos jogos anteriores tenham sido mantidos. O jogo recebeu 4 temporadas desde o seu lançamento, com novos lutadores de jogos como Halo e até Gears of War, o que te dará mais um motivo extra para o experimentares.


Hellblade

Apesar de não ser propriamente um título exclusivo Xbox, já que pode ser jogado em outras plataformas, o estúdio responsável pelo desenvolvimento do jogo – Ninja Theory – foi adquirido na sua totalidade pela Microsoft, e como é uma IP tão importante devido aos temas que aborda não só para a Xbox, como para todos os jogadores no geral, merece estar nesta, e em muitas outras listas de jogos.

Hellblade trata-se de um jogo muito especial, que se foca na sua mensagem de sensibilização para alguns dos problemas de saúde mental, como esquizofrenia, depressão e até ansiedade.

A protagonista de Hellblade: Senua’s Sacrifice, é uma guerreira picta traumatizada depois de uma invasão à sua aldeia. Como consequência do ataque, a sua psicose agrava-se cada vez mais à medida das experiências que vai passando.

Na jornada de Senua, a personagem que controlarás, enfrentarás o seu pesado passado e os seus traumas da invasão, consequentemente tentando aprender a lidar com eles, por mais díficil que possa ser.

Um conselho para quem for jogar pela primeira vez: Joguem com uns bons headphones para uma experiência 500% mais gratificante.


Estes são alguns dos meus títulos favoritos da consola, ideais para novos jogadores que irão começar agora a sua jornada nas magníficas consolas da Microsoft. Espero que gostem!