Após quase 4 anos desde o último lançamento da franquia de Paper Mario, Papel Mario: Color Splash, as aventuras do Mario de papel regressam, desta vez para a consola híbrida de Nintendo. Mas será Paper Mario The Origami King digno de se destacar como um dos grandes lançamentos deste Verão? É isso que vamos descobrir nesta análise!

Em Paper Mario The Origami King, Mario (e Luigi) vêem-se novamente numa embrulhada, quando o rei Olly e os seus Folded Soldiers transformam a princesa Peach em origami. Mas isto não é bastante, pois Olly quer dobrar tudo e todos, criando um novo mundo a seu controlo. Mas claro que isso não vai acontecer tão depressa, pois com a ajuda de Olivia, a irmã que se opõe aos planos de Olly, Mario terá uma valiosa ajuda.

A história, em si, está bem construída, como momentos de diversão, comédia no ponto e até mesmo momentos mais tristes… Mas, no geral, e sem te dar muitos spoilers, é uma aventura bem rica em conteúdo!

O Gameplay

Paper Mario The Origami King tem uma experiência de jogo bastante rica, com muitos Puzles e segredos por descobrir ao longo da aventura. Mario conta com o martelo para acertar em tudo o que vê, de forma a obter confettis. Este servirá para tapar buracos nos vários locais, desimpedindo caminhos ou recompensando com uma saca de moedas, ou até uma outra surpresa. No entanto, haverão Toads escondidos por todo o território, os quais terás de descobrir. Não é obrigatório descobrir todos eles, mas o certo é que estes, uma vez resgatados, podem oferecer-te itens essenciais à tua aventura. Vê isto como os Koroks de The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Além disto, os Toads poderão ser usados nas batalhas, algo que vou explicar mais à frente.

Paper Mario The Origami King
Paper Mario The Origami King

Em alguns pontos do jogo, usarás o poder de Olivia para transformares os teus braços numa arte de papel, chamada de 1,000 Fold Arms, que te permitirá interagir com alguns elementos do jogo. Por exemplo, poderás descolar papel de parede, abrir Válvulas ou até esmurrar objectos, utilizando os controlos por movimento dos Joy Con. Se fores daqueles que não gostam de mexer o comando, podes simplesmente desativar e controlar apenas pelos botões.

Lê mais:  Jogos PT | Já podes experimentar jogar Maia: Unhappily Ever After!

As Estranhas Batalhas

Ao longo da aventura, receberás novos poderes, que servirão tanto para o progresso no jogo (desbloquear caminhos, etc.) como também para ajudar nos combates contra inimigos. Que infelizmente, na minha opinião, este é o ponto mais negativo do jogo.

Paper Mario The Origami King
Paper Mario The Origami King

As batalhas são feitas por turnos, numa arena composta por aros e divididos em fatias, o que é algo um pouco estranho. Estas batalhas consistem em duas fases. A primeira será alinhar inimigos em linhas (de 1×4), ou então em aglomerados (de 2×2). Para isso, tens um tempo limite e um número limitado de acções para o fazeres. Podes girar e puxar as divisões do campo até que tudo esteja alinhado. Se seguida, na segunda fase, terás que utilizar a tua arma para eliminar o máximo de inimigos possíveis. Se for o Salto, então este será óptimo para eliminar inimigos em linha, se for o martelo, será perfeito para eliminar os aglomerados. Se estás confuso, não te preocupes, eu também assim fiquei no início. Mas acredita que isto não é o pior…

O que realmente incomoda em Paper Mario The Origami King é o facto de não haver qualquer tipo de recompensa nestas batalhas, para além de moedas e confettis. Mario não possuí nível, nem barra de experiência, então qual o sentido de estar a lutar contra inimigos, se posso arranjar os mesmos recursos por via de exploração do mapa? Sim, a maneira de resolver os “puzzles” nas batalhas é giro, mas até ao ponto de começar a aborrecer, pois uma vez que os resolvas e uses sempre a tua melhor arma corretamente, as batalhas duram apenas um turno. A meu ver, é uma perda de tempo e como solução decidi fugir de quase todas as batalhas sempre que pude. Contudo, se há alguma luz aqui são as batalhas com os Bosses.

Paper Mario The Origami King
Paper Mario The Origami King

As Batalhas contra Bosses são a melhor versão possível deste sistema de Batalha, no qual desta vez é o Boss que se encontra no meio da arena, e terás que ajustar painéis, de forma a chegares até ao Boss e atacá-lo. Contudo, cada Boss irá ter maneiras diferentes de tentar impedir que chegues até ele, bem como que terás de descobrir as fraquezas do mesmo. Esta sem dúvida alguma é uma maneira divertida de lutar neste jogo.

Lê mais:  Luigi's Mansion 3 | Novo DLC Pack Disponível!

Para além destes tipos de batalha, terás ainda batalhas fora da arena, ou seja, durante a pura exploração. É algo deveras estranho de ver, mas não desgostei, pelo contrário, acho que todas as batalhas comuns deveriam ser feitas “cá fora” enquanto as dos Bosses poderias ser feitas dentro da arena.

Muitas cores e Papelada pelo caminho

Paper Mario The Origami King conta com uma animação bastante boa, dado que estamos a falar de personagens planas (ou quase todas). As cores estão bem garridas e transmitem qualidade controlada, sem causar desconforto. Os cenários do jogo estão surpreendentes, com composições bastante boas e dignas de se pressionar no botão de tirar uma fotografia.

Paper Mario The Origami King
Paper Mario The Origami King

Em termos de desempenho, o jogo apesar de correr a 30 frames por segundo, este sofre de algumas quebras, especialmente durante alguns ataques especiais de Olivia. Talvez isto seja devido à utilização de algumas texturas realistas no jogo, já que nem sempre temos elementos de Cartoonista no jogo.

A música no jogo também está muito boa, com boas melodias e bom ritmo nas alturas chave do jogo. Até mesmo nas alturas das batalhas as músicas nunca me deixaram desiludido.

A palavra final

Se há algo em falta em Paper Mario The Origami King é mesmo um melhor sistema de batalha, com uma melhor maneira de recompensar o jogador. Caso contrário o jogador só terá vontade de fugir dos inimigos sempre que lhes for possível.

Paper Mario The Origami King
Paper Mario The Origami King

Tirando isto, este é sem dúvida um grande jogo, repleto de aventura e de entretenimento, que deixará qualquer um, com um sorriso na cara.

Paper Mario The Origami King já se encontra disponível, em exclusivo, para a Nintendo Switch.


E tu, já experimentaste Paper Mario The Origami King? O que achaste?

Conclusão da Análise
Divertido!
8.5
Um fanático por Nintendo, de nome "Nintendista", que procura mostrar ao mundo o lado mágico da empresa que o acompanhou durante toda a vida.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.