Pela luz de uma lanterna, The Blackout Club vai conduzir-te aos teus mais aterradores pesadelos. Prepara-te para te assustares à grande, porque tudo foi planeado nesse sentido. Desvenda os segredos, completa as missões e não te deixes apanhar por nenhum sleepwalker!

Afinal, o que é que se está a passar? Ao cair da noite, em The Blackout Club, todos parecem entrar em modo sonâmbulo, começando a deambular para encontrar quem não devia andar por ali. Pois, e obviamente quem não devia andar por ali és tu; como sempre. Sem dares nas vistas, mantém-te na sombra, completa todas as tasks e foge do mapa! Acredita: não vais mesmo querer que um sleepwalker te ponha as mãos em cima.

Com ou sem amigos, online ou offline, és tu quem decide como queres e como vais jogar. Embora com companhia seja sempre melhor, a aventura é tua, bem como a decisão sobre o que é melhor. Ah! E, por decisão, entenda-se também se vais fugir, se vais lutar, se te vais esconder ou se preferes desistir. Está tudo nas tuas mãos, até que sejas tu a estar nas mãos dos sleepwalkers.

Lê mais:  Crash Bandicoot 4: It’s About Time | Já está disponível para PS4 e Xbox One!

Um Stranger Things meets The Walking Dead, que não é certamente aconselhável para os mais assustadiços. Comecemos pelo princípio. Por exemplo, é de noite e tu estás no meio de uma rua quase deserta, onde patrulham drones e sleepwalkers que te querem encontrar. Para além disto, tens muitos objectivos de jogo e de missão, incluindo coleccionar objectos e evitar a luz ou a atenção dos moradores adormecidos.

A melhor forma de escapar a estes obstáculos ambulatórios é percorrer o mapa superficial e subterrâneo, entrando nas casas das pessoas. (Como se o suspense não fosse suficiente numa rua aberta). Só que – surpresa, surpresa – há sonâmbulos dentro das casas! E são sonâmbulos que podem saltar de qualquer lado! Esconde-te nos armários, usa distracções e procura uma saída. Afinal, o que todos queremos é chegar vivos ao final da missão.

The Blackout Club

Lê mais:  Stranded Deep | Análise

É como se estivesses lá!

The Blackout Club é, sem dúvida, bastante imersivo. Não só pelo facto de ser um jogo de Terror, mas também por se tratar de um First Person que incorpora funcionalidades de microfone, contribuindo para uma experiência ainda mais realista. Habilitando esta opção, nem precisas de estar na luz para te verem. Basta um pequeno grito ou um suspiro nervoso, mesmo no escuro, e encontram-te logo!

Como escrevi anteriormente, um Cooperativo funciona sempre melhor com amigos, e o propósito de The Blackout Club é mesmo esse. Juntem o vosso clube e façam-se à estrada. Derrubar sonâmbulos, recolher armas e coleccionar itens é bem mais fácil com mais braços para usar e mais cabeças para pensar.

The Blackout Club

Lê mais:  Playstation Plus Outubro de 2020 | Need for Speed Payback e Vampyr!

Apesar de oferecer um ambiente visual bastante minimalista, a experiência de jogo é altamente envolvente. Os sonâmbulos podem aparecer de qualquer lado, por isso fica com atenção. O suspense é constante e, em termos de áudio, o jogo está muito bem conseguido.

Inicialmente, a jogabilidade é um pouco confusa, mas acaba por se tornar intuitiva com a prática e com o tempo. Em suma, uma excelente sugestão para quem gosta de Stealth, mistérios e bons sustos!

The Blackout Club

Lê mais:  Mortal Kombat 11: Aftermath | Revelado Trailer Oficial da Expansão

Desenvolvido pela Question, The Blackout Club está agora disponível para PlayStation 4Xbox One e Windows, através da Steam.

Conclusão da Análise
Possivelmente, o teu pesadelo preferido
7.5