Há 20 anos, um tal de Sam Raimi assinava como realizador a estreia do filme que mudou tudo para o cinema de super heróis, Homem Aranha, com Tobey Maguire a interpretar o papel do herói aranhiço. Passados 20 anos, Sam Raimi regressa a um filme de super heróis como realizador e não só volta a surpreender como sobe a parada do que a este género de filmes diz respeito.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é um filme quase perfeito! Tem pequenos apontamento que me pareceram um pouco forçados no início do filme, algumas cenas de ação pior interpretadas e até um ou outro erro de raccord, mas nada fica disso gravado na memória depois do filme terminar.

É o segundo filme de Doutor Estranho mas a verdade é que já vimos a personagem interpretada por Benedict Cumberbatch a crescer e de que maneira em diversos filmes do MCU, o último grande momento da personagem foi no último Homem Aranha quando ajuda Peter Parker a fechar as fendas do multiverso fazendo com que todos se esqueçam de que ele é o Homem Aranha… 

doctor-strange-in-the-multiverse-of-madness-official-trailer_8hyn.1200  

Ora, o multiverso volta neste filme! E de que maneira caro/a leitor/a! Stephen Strange continua a sua função de guarda do Sanctum de Nova Iorque, quando de repente é intercetado pelo aparecimento de uma estranha criatura nas ruas daquela cidade, bem como da personagem interpretada por Xochitl Gomez, uma das boas surpresas deste filme. É uma atriz que mostra saber onde está e não ter medo de dar tudo ainda que acredito que a personagem dela seja para o futuro deste universo cinemático e então, a vejamos gradualmente nos filmes, não será uma estrela Marvel a partir do imediato. 

Lê mais:  Iron Man | A Marvel Entertainment e a Motive Studio aliam-se para novo jogo

Os regressos de Rachel McAdams e de Chiwetel Ejiofor foram bons momentos nostálgicos mas não tiveram grande espaço para voltarem a ser as personagens icónicas que foram no primeiro filme de Doutor Estranho, não que ache que isto fosse imperscindivel, até acho que o que fizeram, foi muito bem feito e, por vezes, é na simplicidade que está o ganho.

doctor-strange-and-the-multiverse-of-madness-trailer-reveale_u9wu.1200  

 Benedict Cumberbatch tem aqui oportunidade de ouro para mostrar tudo o que ele é como ator, nunca o Doutor Estranho teve tanto arco de emoções, de ações e de decisões e Benedict consegue aqui um enormíssimo papel, o melhor enquato Doutor Estranho na minha opinião. 

São muitos os cameos e surpresas que temos ao longo do filme, uma delas na primeira (são duas) cena pós-crédito e ainda assim não é isso o ponto central do filme, Benedict e Elizabeth Olsen são os protagonistas e duas estrelas enormíssimas desta nova fase do MCU. Elizabeth Olsen como Scarlet Witch é tudo aquilo que estava à espera e muito, oh se muito, mais. Para poder descrever isto melhor teria que dar spoiler e isso não o farei.

Doctor-Strange-and-the-multiverse-of-madness  

Termino com uma palavra de apreço para Sam Raimi, a forma como ele olha para a história e a conta da sua maneira é brutal, é de uma destreza a filmar genial, uma perspetiva incrível e magnífica capaz de tornar um filme de super heróis emalgo muito diferente e ao mesmo tempo parecido ao que tem sido feito (ao contrário de Eternals que tentou ser diferente não conseguindo e acabando por ser uma mão cheia de nada). A forma como introduz uma certa quantidade de terror na parte final do filme é de mestre e foi uma surpresa, quando achava que o filme já tinha dado tudo, ele ainda se superou mais com isto. 

Lê mais:  Thor: Love and Thunder | Análise

Entra diretamente para o meu top 3 de filmes favoritos do MCU. Corram às salas, o multiverso é mesmo uma loucura, e os fãs da Marvel vão adorar o que está a ser feito e perceber o quão mais podemos esperar nos próximos tempos!! 

CONCLUSÃO
IT'S LOOKING SO FREAKING GOOD GUYS!!!
9
Sou amante de cinema e tento transpor para palavras aquilo que vejo e sinto no grande ecrã. 26 anos Nascido na Covilhã, crescido em Lisboa.
doutor-estranho-no-multiverso-da-loucura-analiseUma palavra de apreço para Sam Raimi, a forma como ele olha para a história e a conta da sua maneira é brutal, é de uma destreza a filmar genial, uma perspetiva incrível e magnífica capaz de tornar um filme de super heróis em algo muito diferente... A forma como introduz uma certa quantidade de terror na parte final do filme é de mestre e foi uma surpresa, quando achava que o filme já tinha dado tudo, ele ainda se superou mais com isto.