Seis mil pessoas fizeram casa cheia na Altice Arena, em Lisboa, para ver jogar as melhores equipas do mundo e o mais inovador evento de eSports alguma vez visto em Portugal. Perante uma plateia e ambiente electrizantes para ver o último grande torneio de Counter-Strike do ano, o BLAST Pro Series surpreendeu tudo e todos no passado sábado, dia 15 de Dezembro. Depois de Lisboa, o evento segue para Madrid, Miami e São Paulo.

Os favoritos MIBR não chegaram à grande Final, que foi vencida pela equipa que dominou o CS:GO em 2018: os Astralis. Os ucranianos NaVi, que participaram no torneio depois de ganharem o BLAST Pro Series Copenhaga, ficaram em segundo lugar.

[irp]

Uma plateia esgotada de 6.000 fãs

Depois de vencerem a fase de grupos com 5 vitórias em 5 partidas, os Astralis venceram também a grande Final com uma vitória renhida de 2-1, assegurando à melhor equipa do mundo o 10º troféu da temporada de 2018.

Ao som de A Portuguesa, o público criou uma atmosfera electrizante para receber os NaVi e Astralis no jogo final de uma noite histórica na capital nacional. Seguiu-se a celebração e entrega do troféu, com os fãs ao rubro a festejar o momento.

[irp]

View this post on Instagram

Qual a vossa equipa favorita neste campeonato?

A post shared by Squared Potato (@squaredpotato) on

Surpreender os melhores do mundo

A grande final foi também um duelo entre os dois melhores jogadores do mundo em 2018, que ficaram rendidos à recepção do público português.

Nicolai “dev1ce” Reedtz dos Astralis:

“Temos jogado em grandes lugares em todo o mundo… e eu realmente adoro os fãs de Counter-Strike. Tenho de salientar que os fãs esta noite criaram uma atmosfera verdadeiramente única, que nunca tinha vivido antes. Foi um verdadeiro prazer jogar em Portugal e acho que os fãs merecem mais grandes eventos como o BLAST Pro Series!”

“Ganhar o nosso décimo troféu do ano e terminar a temporada desta forma é algo mágico. Tivemos uma temporada incrível e fazemos agora uma pausa como claros “número um” no mundo. É quase impossível fazer isso novamente em 2019, mas certamente faremos tudo ao nosso alcance para tentar. Nunca te cansas de ganhar, mas neste momento estamos todos muito felizes por ir para casa e fazer uma pausa. Tem sido uma longa temporada, precisamos de recarregar as baterias e que melhor memória para levar connosco do que esta experiência em Portugal”, comenta ainda Nicolai “dev1ce” Reedtz dos Astralis.

Oleksandr “s1mple” Kostyliev dos NaVi acrescenta:

“Adoro jogar no formato do BLAST Pro Series, com os fãs a ter toda a acção num só dia. Isso sente-se no palco e o público português foi mesmo impressionante. Vencemos o troféu no torneio de Copenhaga e queríamos mesmo vencer novamente, contudo, terminamos o ano com uma excelente sensação e só quero agradecer aos fãs por todo o apoio. Adorávamos regressar e jogar novamente em Portugal.”

Um espectáculo mundial em Lisboa

Em Lisboa, os fãs fizeram parte de uma mega produção que envolveu mais de 316 m2 de ecrãs digitais e 21.000.000 pixeis. Uma experiência de luz e som integrados no espetáculo: 4.400 luzes em movimento, 125 colunas, 45 toneladas de equipamento envolvido.

O BLAST Pro Series Lisboa contou com a apresentação de Alexandre “Archarom” Maia, em português, enquanto os youtubers Nuno “BhT” Silva e Ricardo “zorlaKOKA” Sousa foram os casters das partidas. A fazer o cast internacional, em inglês, esteve o apresentador Adam Savage.

[irp]

Esports associados a um estilo de vida saudável

O BLAST Pro Series é um evento que, simultaneamente, confirma a indústria de entretenimento dos eSports, seguida por milhões de pessoas em todo o mundo, de várias idades e quadrantes, ao mesmo tempo que desmistifica alguns mitos, associados ao sedentarismo ou isolamento, uma vez que este evento reforça a importância dos cuidados de saúde, alimentação, entre outros.

Actualmente 90% dos jovens consome videojogos e estima-se uma comunidade de mais de 350 milhões de fãs de eSports/desportos electrónicos em todo o mundo. Em Portugal, o consumo de jogos electrónicos já vale mais de 260 milhões de euros.

Lisboa recebeu, no último fim-de-semana, os melhores jogadores do mundo de Counter-Strike, que são um exemplo para os fãs, como atletas que seguem um estilo de vida saudável, com prática de exercício físico regular e uma alimentação saudável, tendo como profissão a prática desta modalidade.

Entre as equipas presentes em Lisboa, esteve a melhor do mundo – os Astralis – que só desde Fevereiro deste ano já ganhou cerca de 2,3 milhões de euros e, recentemente, o prémio de 880 mil euros na competição de CS:GO Intel Grand Slam.

[irp]

Lisboa na rota mundial dos eSports

O evento já criou um circuito global, regressando a grandes cidades de ano para ano. Depois de Lisboa, o evento internacional irá seguir viagem para 2019: Já confirmados, três torneios em três cidades e três continentes: Março: São Paulo, Brasil; Abril: Miami, EUA; Maio: Madrid, Espanha.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.