Bem-vindo ao Eurogamer Portugal Fest! Depois do seu grande sucesso, nas edições passadas em conjunto com o Iberanime, a Eurogamer.pt volta em força este ano. Com espaço com cerca de 5 palcos/arenas, percebe-se o esforço para fazer deste um evento para todos.

Eurogamer Portugal Fest

[irp]

Torneios, torneios e mais torneios. Foi a palavra chave aqui nestes dias: “torneio”. Tanto no Sábado como no Domingo, houveram competições que iam desde: PES2019 (Pro Evolution Soccer 2019) a Clash Royal (o jogo de telemóvel que ainda hoje não percebo como é que tem tanta adesão ao ponto de organizarem torneios).

E esses, foram só os torneios “pequenos”, pois como é óbvio os big bosses da zona são (e já o são há muito tempo) League of Legends e Counter Strike: Global Offensive. Com os seus torneios Sábado e Domingo, respectivamente, no palco da Omen, estes jogos foram aqueles que mais pessoas atraíram para assistir às duas equipas em palco. Estar no meio da multidão a vibrar por uma boa jogada de uma equipa, ou de um jogador, continua a ser uma sensação indescritível. Talvez seja parecido com o ir a um jogo de futebol da tua equipa favorita. Eu não sei porque não gosto de futebol, mas acho que é seguro assumir isso.

Eurogamer Portugal Fest

[irp]

Ver equipas portuguesas de LoL e CS a jogar àquele nível faz-me feliz. Não pelo facto de sermos compatriotas do mesmo país, mas sim porque pensava que todos os portugueses jogavam mal… Calma era uma piada, eu sei bem que temos muitos bons jogadores, equipas, e streamers até. Disse isto porque no recinto à frente do Palco da Omen, estavam computadores livres para serem usados. E claro que toda a gente que ia para esses computadores, só jogavam League e só se via pessoal a jogar mal. Não sou nenhum mestre nesse jogo, bem longe disso, mas quando algumas das pessoas que estavam la começavam a gritar umas com as outras porque falharam o posicionamento de uma ward, é altura de chamar o segurança para tirar de lá esses meninos raivosos.

Além dos palcos, haviam várias bancas que faziam parte do Portugal Fest. Gostei em especial da organização da banca dos jogos antigos. A Nolstalgica, trouxe-nos jogos como o Super Mario e Space Invaders. Ao lado desta, duas cúpulas com VR (Virtual Reality) onde se podia escolher entre jogar um jogo de FPS ou o Beat Saber. Havia também um cantinho ali perto onde podias encontrar mais jogos antigos, mas não tão antigos vá, como o Halo 1 e o Modern Warfare.

Eurogamer Portugal Fest

[irp]

À parte dos torneios, também as marcas de consolas estiveram em grande força no evento, trazendo para os seus stands todas as novidades e mais algumas antecipações dos jogos do momento. A Nintendo por exemplo estava recheada com antecipações, trazendo não só o Super Smash Bros. Ultimate ao stand, mas também o Pokémon Let’s Go, Pikachu e Let’s Go, Eevee!. Neste último, foi possível inclusive experimentar-mos a pokébola que funciona como um comando Joy-Con adaptado para o jogo. Para quem estava menos familiarizado com as personagens da família Nintendo, esteve também disponível o Diablo III: Eternal Collection.

A PlayStation tinha à disposição dos visitantes toda a sua vasta gama de experiências: desde jogos para a Playlink, onde podias sentar-te com os amigos a jogar jogos sociais, até jogos do PlayStation VR, onde entre os vários títulos tinhas The Persistence e o Firewall Zero Hour! Claro que com isto não podia faltar a Playstation 4 tradicional, e nessa os grandes trunfos foram, a nostalgia de podermos jogar antecipadamente Spyro Reignited Trilogy, e a adrenalina de Call of Duty: Black Ops IIII, que tinha saído no dia anterior ao evento.

Eurogamer Portugal Fest

[irp]

Em geral foi um bom evento e associado ao Iber continuo com a minha opinião que é uma escolha acertada fazer estes eventos de Gaming. Próximo passo é voltar a trazer a Comic-Con para o Porto!

Até para o ano amigo.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome