Mais um fim de semana passado e mais um evento visitado! Desta vez venho-te falar do Moche XL Games World, que decorreu entre os dias 14 e 17 deste mês na Altice Arena.

Neste evento, como é hábito, os visitantes puderam experimentar imensos videojogos, entre os quais poucas foram as novidades em relação a outros eventos, no que toca às 3 grandes…

Os Grandes Destaques do Moche XL Games World

A Nintendo trouxe consigo as novas aventuras de Pokémon Sword e Pokémon Shield, bem como Luigi’s Mansion 3 e Ring Fit Adventure. Estes foram os grandes destaques para além dos títulos já habituais no stand. Uma novidade na Nintendo foi também o estúdio de Green Screen onde as famílias puderam se juntar para um momento, e levar com elas umas fotografias de recordação, com tema de fundo as aventuras do caçador de fantasmas, Luigi. Já em palco para além das actividades e da animação, tivemos  também o Torneio Nacional de Super Smash Bros Ultimate, qual em outras edições costumava ser disputado no Lisboa Games Week. Este elegeu os vencedores que irão representar Portugal no próximo europeu da modalidade. Neste ano temos caras novas, sendo os FCT Gang a levar a vitória sobre os Oro Esports.

Na PlayStation, para além dos títulos habituais, tivemos também um olhar sobre o futuro e pudemos experimentar antecipadamente os jogos Marvel’s Iron-Man VR, Nioh 2,  e Predator: Hunting Grounds. Contudo a grande novidade que marca a participação da PlayStation neste evento é sem dúvida o seu investimento num palco gigantesco, muito maior que o que foi realmente necessário, onde pudemos assistir a várias sessões com convidados, entrevistas, e até à realização de várias emissões do programa Modo PlayStation em directo do palco.

Mas quando falamos das 3 grandes, inevitavelmente falamos da Xbox, cuja ausência foi notável neste evento. Para preencher o seu espaço, tivemos talvez uma das melhores coisas que o Moche XL Games World poderia herdar do Lisboa Games Geek: o espaço da Indie X. Neste foram imensos os títulos nacionais e até internacionais, em desenvolvimento, e outros já lançados no mercado, a marcar presença. E que originais! Só para  salientar aqui alguns deixo as menções a Prism Seekers, Closer To Me, Chronos, Keo, Sky Racket. Mas o grande auge deste espaço foi sobretudo a entrega dos prémios. O primeiro de 5.000€ ao melhor videojogo em exposição, e os restantes para as categorias de  Melhor Jogo Português, Melhor Jogo da Exposição, Jogo mais inovador, Melhor jogo multijogador, Escolha do público e Melhor direcção de arte.

A Squared Potato foi visitar o Moche XL Games World e como não podia deixar de ser, trouxe-te a foto reportagem do evento!Fica atento pois a cobertura também está prestes a sair!FotografiaJoana Sousa

Publicado por Squared Potato em Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Mas ainda  só  estamos a falar de uma pequeníssima parte do evento. O Moche XL Games World estendeu-se até à sala Tejo e ainda tomou partido do primeiro piso, com imensas marcas como a Nacon, PC Diga, Monster, Banzai e a Worten a marcarem presença. Mas foi sem dúvida a Sala Tejo que fez as delícias da pequenada com inúmeras estações de FIFA e de Fortnite sempre a bombar! Já para os graúdos, a sala de retrogaming esteve ao rubro.

No sábado, quando passei por lá, até podia dizer que foi o espaço com mais movimento no evento inteiro, com imensas consolas, retro stations, Pinball machines, e Arcadas. Com música  ambiente a rigor, a sala esteve mesmo à pinha. Em contrapartida o espaço de Realidade Virtual pareceu-me mais disperso e vazio, com as actividades do costume.. Beat Saber, Richie’s Plank e jogos PlayStation VR.

Respondendo à pergunta do titulo: O que é que este evento tem de novo? Basicamente títulos mais recentes e futuros para experimentar (como é de costume se ver em todos os eventos ao longo do ano o alinhamento ser actualizado). Aparte disto, uma forte aposta no Retrograming e nos Indie que até então sempre foram uma aposta a marcar o Lisboa Games Week.

Introspecção sobre os eventos de Gaming no geral

Algo que notei também neste evento foi uma diferença negativa na afluência do público ao evento. Parece que ou a malta se está a guardar para o Lisboa Games Week, ou já começam a ficar um pouco fartos com a quantidade de eventos que spawnam todo o ano por todo o país.

Como já tenho vindo a dizer, agora toda a gente quer investir em eventos de gaming, mas em contrapartida começamos já a notar imensas repetições de conteúdos em todos esses. No entanto é de salientar que a Moche XL Games World soube captar as novidades descritas acima, que tinham lugar no Lisboa Games Week… Esta foi sem dúvida uma separação difícil que também custa à comunidade ter agora eventos tão próximos a tentarem ter exclusividades que nos obriguem a ir a ambos…

Enfim, não sei quanto a ti, mas acho que esta febre dos eventos de videojogos já deu o que tinha a dar. A comunidade começa a se dispersar e a se arrastar para estes eventos como se fosse só mais um passeio de sábado à tarde às lojas do centro comercial mais próximo.


 Também és da mesma opinião?