Depois de andar com sabres de luz a jogar Beat Saber, fiquei com curiosidade por experimentar algo mais ambientado na Saga de Star Wars. Eis então, que me deparei com Vader Imortal: Uma Série Da Guerra Das Estrelas Em RV! O nome diz tudo, não é verdade? Esta é uma série produzida pelo ILMxLAB. Um estúdio que desenvolve experiências virtuais em torno deste clássico da ficção científica.

A série, considerada canon na história principal, e foi desenvolvida em colaboração com o Oculus Studios. E a mesma, pretende mostrar-nos episodicamente um escopo mais profundo do vilão que todos conhecemos (e idolatramos) da primeira trilogia de Star Wars.

Lê Mais:  Oculus Quest | Revelado O Novo Headset De VR Da Oculus!

Sem querer dar spoilers sobre a história em si, digo-te apenas que temos um papel importantíssimo a desempenhar. Neste primeiro episódio, único disponível até à data, vestimos a pele de um contrabandista que a meio da sua fuga é interceptado pelo Império. A partir daqui, vemos-nos envolvidos numa aventura turbulenta, que nos leva ao próprio Darth Vader. Numa busca incessante por um artefacto muito antigo, o vilão procura obter: a imortalidade. Algo que talvez explique melhor o facto de certas personagens ainda estarem vivas no próximo filme de Star Wars que ainda está por estrear…

Este artefacto, só pode ser revelado pelos descendentes da nossa linhagem. Os únicos detentores do poder necessário para conseguir encontrar o dito cujo. Este é também uma das maiores fixações do nosso vilão, personagem de peso (e altura), que logo na sua primeira aparição fez-me sentir minúscula perante a sua imponência. Devo dizer, a sensação de me sentir na “presença” desta figura é algo a se aspirar. Vê-lo aqui com todo o seu poder, estatura, e com a sua voz tão profunda, familiar, e respiração arfada e compassada… Mete respeito! É uma sensação que marca a vida de qualquer fã da Guerra Das Estrelas. Uma representação muito fiel à personagem que todos conhecemos. Só tenho a dar graças pela ILMxLAB ter-nos trazido algo tão autêntico.

Ao passo que progredirmos, iremos descobrindo mais pedaços de história antiga, que resultam da redescoberta da nossa linhagem, e consequentemente das nossas habilidades. E com isto, vemos-nos mais envolvidos nas garras do Darth Vader e dos Sith, como que presos numa ratoeira.

Vader's Immortal

Lê Mais:  SUPERHOT VR | Análise

Jogabilidade

Esta experiência explora imenso a interactividade, fazendo-nos sentir um pouco na pele de um jovem Han Solo. Aqui, temos desde de desbloquear acesos e sistemas de segurança, a escalar condutas e descobrir novas passagens secretas e locais. Mas claro que isto não é tudo. Temos um sabre de luz na mão, que não é um sabre de luz qualquer. É o sabre que em tempos foi empunhado por Anakin Skywalker. E se há coisa que vos garanto, é que tal como no 3° episódio da saga, aqui também testemunhamos o conflito ainda existente dentro do próprio Vader.

Quando deitamos as mãos a este sabre de luz, ganhamos acesso à única arma disponível no episódio inteiro. Este, pode ser manuseado com uma total liberdade de movimentos. Contudo, é importante realçar que o sistema de combate aqui presente requer algum treino físico e mental da nossa parte. Mas nada de muito complicado.

Com efeito, à parte desta aventura, temos um modo Dojo. Neste, podemos enfrentar uma quantidade imensurável de desafios, onde aprendemos a dominar o sabre de luz. Se sempre quiseste sentir a emoção de empunhar um sabre de luz e desferir golpes a torto e a direito, então este é o teu momento, e não prevejo nada mais autêntico do que isto num futuro próximo.

Vader's Immortal

Lê Mais:  Wander (Oculus Quest) | Análise

Gráficos

Sendo que me encontro a jogar tanto num Oculus Rift como num Oculus Quest, devo dizer que sinto o ambiente mais obscurecido neste último. Tal serve para disfarçar os detalhes do cenário que são menos nítidos e pormenorizados que na versão do Rift. A nível do aspecto visual desta experiência em si, temos aqui um bom balanço entre algo que procura um contorno realista, sem sair de um design mais simples e uniformizado.

O que quero dizer com isto, é que não deves pensar nesta experiência como sendo algo com um realismo total. Com poros e todo o tipo de detalhe microscópico. Mas sim, como algo mais á semelhança dos jogos da EA. Com modelos 3D com algum pormenor, que detêm texturas simples e standard para a industria. A par e passo, temos uma boa animação, que ajuda-nos a dar alguma credibilidade às personagens, suscitando a nossa imersão.

Vader Imortal: Uma Série da Guerra das Estrelas Em RV – Episódio 1 já está disponível para as plataformas Oculus, sendo que o segundo episódio ainda não tem previsão de lançamento.

Conclusão da Crítica
Tem muito potencial
8.2
Cedo me apaixonei pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou pelo caminho da Animação e Pós-Produção, mas nos tempos livres, escrevo para voçês.