Lucifer | A Série Salva Pelos Fãs Já Tem Novo Teaser e Data de Estreia

Escusado será dizer que a internet quase implodiu.

Se há alturas em que se duvida do poder dos fãs, Lucifer serve certamente como prova do contrário. Não fossem os pedidos insistentes da sua fiel audiência para salvar a série quando esta foi cancelada, a Netflix não teria percebido o seu potencial lucrativo e decidido pegar nela.

Lê mais:  Assassin's Creed | Nova série live-action a caminho da Netflix

Após o anúncio do cancelamento pela Fox, a emissora onde Lucifer teve origem e onde as suas iniciais três temporadas foram transmitidas entre 2016 e 2018, deu-se um verdadeiro tumulto nas redes sociais com a reacção incrédula e entristecedora dos que seguiam a série.

As campanhas #SaveLucifer e #PickUpLucifer tornaram-se virais no Twitter, e os próprios actores e produtores chegaram a participar na sua proliferação.

Tom Ellis, o protagonista, não se cansou de agradecer aos fãs pela sua tenacidade e apoio constantes, utilizando e reutilizando as hashtags nos seus posts. Também Joe Henderson, produtor executivo e escritor da série, utilizou os canais digitais para partilhar a sua compaixão pela dor dos #LuciFans.

A decisão da Fox tomou a todos de surpresa, uma vez que o final da terceira temporada tinha sido especificamente orquestrado pela equipa de Henderson de forma a evitar um cancelamento. A sua táctica envolveu a inclusão de um cliffhanger no último episódio, transmitido a meados de Maio de 2018, esperando que o mesmo obrigasse a emissora a produzir novos episódios.

No entanto, saiu-lhes o tiro pela colatra e a Fox acabou por levar a sua avante.

Outras celebridades (sendo muitas delas fãs da série) juntaram-se ao movimento, dando força à já trending hashtag. Seguiu-se o restante elenco de Lucifer, que continuou a dar força aos fãs e a encorajar a Fox a reconsiderar a sua decisão e/ou outros canais a pegarem na série.

Foi no mês seguinte, em Junho, que a abençoada notícia foi dada: a Netflix havia chegado a acordo com a Warner Bros e seria ela a produzir a tão esperada quarta temporada, prevista para 2019 e consistindo em 10 episódios.

Escusado será dizer que a internet quase implodiu.

Lê mais:  Netflix | Séries de Fevereiro de 2020

Apesar das boas novas, a data concreta de estreia dos novos episódios de Lucifer continuou uma incógnita. Só esta semana é que a Netflix finalmente partilhou o novo Teaser da quarta temporada e com ele, o número mágico: 8 de Maio.

O teaser não explica absolutamente nada sobre o enredo que se irá dar, mas certamente deixou os fãs (e principalmente as fãs) de água na boca. Para os subscritores da Netflix, a mesma tem ainda disponível um vídeo extra na página da série que fornece um pouco mais de informação sobre o que se pode esperar nos novos episódios.

Desenganem-se os recém-chegados que pensam que a série apenas fornece eye candy digno de se ser atirado directamente para o Inferno.

Lucifer é baseado nas personagens da DC criadas por Neil Gaiman (um dos titãs da literatura de fantasia inglesa), pertencentes às novelas gráficas The Sandman. Estas narram as aventuras de Morfeu, Deus dos Sonhos, e são consideradas uma das obras-primas do género da fantasia, não só pela escrita excelente mas também pela mistura brilhante de terror, mitologia e história. Isto sem falar no uso de personificação antropormófica de entidades metafísicas, já imagem de marca de Gaiman.

Lê mais:  Netflix | Os Actores Portugueses que Podes Encontrar em Produções Internacionais

A personagem secundária Lucifer, cabeça da Hierarquia do Inferno na banda desenhada, tornou-se tão popular que acabou por ter o seu próprio spin-off e, mais tarde, dar origem à série televisiva produzida por Jerry Bruckheimer (mais conhecido por CSI).

Esta foca-se nas aventuras de Lucifer Morningstar – Diabo, Satanás, Anjo Caído – que decide trocar a vida aborrecida e monótona como torturador máximo no submundo por um diferente tipo de Inferno em Los Angeles.

Abre um lucrativo (e duvidoso) club nocturno e, por meio de vários tropeços com o destino, acaba por tornar-se consultor da LAPD, ajudando na resolução de crimes através do uso dos seus poderes sobrenaturais.

Lê mais:  Away (Netflix) - Temporada 1 | Análise

Se o enredo da série parece ridículo, é porque o é.

Mas isso não a torna menos interessante; muito pelo contrário: Lucifer é talvez uma das séries (sobrenaturais) mais divertidas alguma vez criadas.

Primando pela escrita engenhosa, tom sarcástico, personagens captivantes e peripécias hilariantes, é fácil ficar rendido logo no primeiro episódio. E por baixo de uma camada aparentemente superficial e hedonista, encontram-se elementos surpreendentemente profundos que conseguem penetrar o espectador muito antes de este se aperceber.

Lê mais:  Eurovision Song Contest The Story of Fire Saga (Netflix) | Análise

Existe bastante especulação rodeando a continuação da história. Henderson e os restantes escritores terão certamente bastante material com que trabalhar, visto terem planeado pelo menos uma temporada adicional antes de a série ser travada abruptamente. As suas intenções, no entanto, mantém-se no segredo dos deuses.

Ao elenco principal junta-se agora Inbar Lavi no papel de Eve, personagem sobre a qual se sabe ainda muito pouco mas que promete dar que falar.

Tom Ellis regressará como Lucifer Morningstar, Laura German como Chloe Decker, Kevin Alejandro como Dan Espinoza, D. B. Woodside como Amenadiel, Lesley-Ann Brandt como Mazikeen, Scarlett Estevez como Trixie, Rachael Harris como Linda Martin, Tricia Helfer como Charlotte, Ella Lopez como Aimee Garcia e, finalmente, Tom Welling como Marcus Pierce.

As temporadas anteriores encontram-se actualmente disponíveis na Amazon Prime, por isso ainda vais a tempo de te pôr a par antes de dia 8!

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.