O novo documentário, Transhood, que acompanha quatro jovens transgéneros e respetivas famílias ao longo de cinco anos, estreia hoje, dia 13 de novembro, em exclusivo, na HBO Portugal.

Gravado ao longo de cinco anos na cidade do Kansas, Transhood é a história inspiradora de quatro jovens e das suas famílias enquanto descobrem como é crescer enquanto transgénero no coração da América. O documentário oferece uma visão de longo prazo da jornada única de quatro jovens transgéneros (com 4, 7, 12 e 15 anos no início das filmagens) enquanto redefinem o conceito de “crescer” e partilham realidades pessoais sobre como a expressão de género está a transformar as suas famílias americanas. Comovente e instigante, o filme explora a forma como essas famílias lutam e ultrapassam dificuldades durante o crescimento dos filhos e como as crianças são desafiadas e se transformam à medida que vivenciam a complexidade das suas identidades.

Realizado por Sharon Liese, com produção de Sasha Alpert e Kimberly ReedTranshood capta as verdadeiras histórias de quatro famílias corajosas. Embora cada jornada seja diferente, elas partilham experiências comuns e pessoais enquanto os jovens demonstram uma resiliência incrível, enfrentam a rejeição dos colegas, a mudança corporal repentina e uma retórica política crescente que se esforça para invalidar vidas LGBTQ +. Enquanto isso, os adultos percorrem o campo atribulado da adolescência. Ao partilharem os seus momentos mais vulneráveis, os pais revelam a sua ambivalência, dúvidas e erros enquanto também eles se transformam com o tempo.

Lê mais:  HBO | Séries de Maio de 2020

Contra a comunidade política e religiosamente conservadora da cidade do Kansas entre 2014 e 2019, os pais lutam com os seus próprios problemas decorrentes da criação dos filhos, enquanto enfrentam, muitas vezes, a resistência de membros da família.

Através de imagens reais dessas famílias, Transhood leva-nos à vida de:

  • Jay – que conhecemos aos 12 anos e que amadurece de maneira notável, tanto física quanto emocionalmente ao longo do filme, lutando contra um doloroso caso de abandono dos colegas. Ele começa com bloqueadores hormonais e, embora a mãe o apoie no processo, eles discutem sobre as diferentes visões que têm sobre este tema tão pessoal.
  • Avery – que tinha 7 anos quando o documentário começou, está ansiosa para ajudar a mudar o mundo para outras crianças transgénero e, com o apoio dos pais, torna-se uma defensora notável – National Geographic publicou a sua fotografia na capa da edição dedicada ao género. Com o passar dos anos, Avery torna-se cautelosa com o escrutínio público e dá a conhecer o que sentiu quando decidiu seguir um caminho diferente.
  • Leena – que conhecemos aos 15 anos, leva a família e a melhor amiga numa viagem emocional inesperada à medida que ela se torna cada vez mais desconfortável com a adolescência. Enquanto Leena lida com a deceção do primeiro amor e trabalha para se tornar modelo, ela também vivencia o seu objetivo pessoal de cirurgia de confirmação de género aos 19 anos.
  • Phoenix – autoproclamado “menino-menina” aos 4 anos, identifica-se inicialmente como uma menina, mas acaba por se identificar como um menino aos 7. Como a fluência de género de Phoenix afeta toda a família, os pais Molly e Zach lutam pelo seu casamento e diferentes pontos de vista sobre como serem os melhores pais para Phoenix.
Lê mais:  Westworld | Reveladas Novas Imagens da 3ª Temporada

No documentário participam também a endocrinologista pediátrica, Dra. Jill Jacobson, a cirurgiã de afirmação de género, Dra. Marci Bowers, entre outros.

Transhood, da HBO Documentary Films, é realizado por Sharon Liese e produzido por Sasha Alpert e Sharon Liese. Os produtores executivos são Kimberly Reed, Jonathan Murray e Gil Goldschein. A coprodutora é Samantha Hake, o supervisor de edição é Dava Whisenant, o diretor de fotografia é Ty Jones. A música original é da responsabilidade de Nathan Halpern e Chris Ruggiero. Para a HBO, os produtores executivos são Nancy Abraham e Lisa Heller e a produtora sénior é Sara Rodríguez.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.