HPE Spaceborne Computer-2 ISS NASA

A Hewlett Packard Enterprise (NYSE: HPE) anunciou o envio de uma terceira iteração do computador HPE Spaceborne, construído a partir de servidores comerciais off-the- shelf (COTS), para a Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da Cygnus NG-20, uma nave espacial de reabastecimento contratada pela NASA à Northrop Grumman, no SpaceX Falcon 9.

O objetivo da mais recente viagem do HPE Spaceborne Computer-2 é aproveitar o sucesso anterior do sistema e, ao mesmo tempo, expandir o alcance e a complexidade do processamento do nível do data center e da computação de alto desempenho (HPC), que podem ser feitos no Espaço, incluindo workloads de inteligência artificial (IA) e machine learning (ML). Esta configuração do premiado1 Computador Espacial HPE, assente nos servidores HPE Edgeline e ProLiant, foi atualizada com mais 130 TB de armazenamento com base no flash da KIOXIA, o maior armazenamento alguma vez transportado para a estação espacial numa única missão. Este inclui quatro RM Series Value SAS de 960 GB da KIOXIA, oito NVMe Series XG de 1.024 GB e quatro SSDs PM6 Enterprise SAS de 30,72 TB. O armazenamento adicional de memória flash permitirá executar novos tipos de aplicações e efetuar investigação utilizando conjuntos de dados2 maiores através do Laboratório Nacional da ISS.

As melhorias no HPE Spaceborne Computer-2 incluem ainda um sistema operativo atualizado, software de apoio a voos espaciais da NASA e uma nova segurança do sistema. Uma vez a bordo do Laboratório Nacional da ISS, a saúde e o estado destas tecnologias serão monitorizados diariamente para avaliar o desempenho nas difíceis condições existentes no Espaço.

Lê mais:  LEGO | LEGO Technic NASA Mars Rover Perseverance chega a 1 de junho

A HPE Spaceborne Computer foi premiada com o NASA Group Achievement Award em março de 2023, o NASA Space Flight Awareness Award em agosto de 2022 para a Equipa de Inspeção de Luvas EVA, a NASA Exceptional Technology Achievement Medal em agosto de 2019 e o ISS R&D Innovation Award para Desenvolvimento e Demonstração de Tecnologia, em julho de 2018.

As workloads anteriores, nomeadamente dados de sequências de ADN, imagens de alta resolução e bases de dados de referência, estavam limitadas a 2 TB.

Avançar a investigação na Terra e no Espaço

Depois de concluída a instalação do HPE Spaceborne Computer-2 na ISS, o sistema será utilizado pelos investigadores para promover a inovação e poupar tempo. Tradicionalmente, os dados recolhidos no Espaço eram reunidos a bordo da ISS e enviados para a Terra, para processamento. Um supercomputador a bordo permite que os dados sejam avaliados no Laboratório Nacional da ISS, possibilitando uma redução de 30.000 vezes no tamanho do download, transmitindo apenas a saída de dados, ou insight, para a Terra, reduzindo assim drasticamente os tempos de download.

A investigação prevista para o HPE Spaceborne Computer-2 inclui uma experiência de aprendizagem federada (FL) que irá treinar de forma independente modelos de ML e motores de dedução que foram originalmente criados em cloud. A experiência será realizada em colaboração com fornecedores de serviços de cloud e operada pelos mesmos, com a dupla intenção de contribuir para os modelos de treino de ML utilizados na Terra e manter um mecanismo de IA atualizado no Espaço.

Lê mais:  LEGO | LEGO Technic NASA Mars Rover Perseverance chega a 1 de junho

A HPE convida novamente o público a apresentar propostas para a realização de experiências no Computador Espacial-2 da HPE, no Laboratório Nacional do ISS. Informações adicionais sobre a apresentação de propostas podem ser encontradas aqui.

Squared Potato
Na internet, ninguém sabe que és uma batata.