Jet lancer é um jogo de shooter aéreo em 2D, com uma abordagem ligeiramente diferente da habitual. Aqui farás uso de um caça aéreo para realizares vários trabalhos que te vão aparecendo.

Contudo, a tua missão principal nesta aventura rápidamente se revela: Eliminar robôs despertados misteriosamente, quais verdadeiros instrumentos da destruição da humanidade. Mas a tarefa não vai ser fácil, pois pelo meio, terás que lidar com outros perigos, como os Piratas do céu.

A minha experiência inicial foi algo verdadeiramente trágica. O tutorial que te explica como pilotares o teu caça está bem feito, porém as minhas capacidades motoras não foram boas o suficiente para impedir os 2 primeiros game overs mais rápidos de sempre num videojogo. Isto devido à facto de que aqui movimentas-te livremente em 360 graus, usando os analógicos, ao mesmo tempo que usas o gatilho direito do comando para voares, o que não é algo com que esteja acostumado. Contudo, dada a capacidade de o ser humanos se adaptar, passados alguns minutos no jogo, já me encontrava a fazer loops e a pilotar o caça com alguma facilidade.

Creio que a maneira como Jet Lancer é jogado, é uma lufada de ar fresco para o género de shooters já existentes no mercado. Confesso que não sou um puro conhecedor do género, mas se achas que já viste algo deste género, deixa um comentário nesta análise. Os controlos são fáceis de utilizar, uma vez que te habitues, e relativamente bem posicionados. Contudo, se não te sentires muito confortável, o jogo permite-te aceder a um menu de acessibilidade que te permite ajudar em alguns pontos. Por exemplo, a possibilidade de prender o botão de disparo, de forma a não teres que estar com o dedo sempre no botão.

Lê mais:  Risen | THQ anuncia data de lançamento de port para as consolas

Ao longo da campanha, poderás desbloquear armas e habilidades novas para o teu caça. Desde lasers a drones que atacam à vista, as tuas opções têm que ser bem escolhidas se quiseres vencer o teu próximo desafio. Ainda que no inicio tenha acho irrelevante o uso de certo armamento, a verdade é que não podia ter estado mais enganado!

Jet Lancer 2

Os níveis neste jogo estão bem conseguidos, com a excepção a um ou outro, mas já vou falar disso mais à frente. Estes pequenos “trabalhos” passam por eliminar algumas hordas de inimigos, fazer hacking a antenas para acesso a dados confidenciais, e ao ponto mais desejado do jogo, derrotar Bosses. Confesso que em algumas alturas do jogo senti uma sensação de repetição, pois os níveis pareciam ser os mesmos, só variando um pouco nos inimigos e dificuldade, mas isso não durou muito.

O jogo foi bem construído e adicionou níveis chave que tentam travar essa monotonia na esperança de tentar agarrar o jogador por mais um pouco. Contudo, enquanto que alguns desses níveis realmente me cativaram, outros deixaram-me com uma raiva e frustração… Existem, ou melhor dizendo, existiram, dois níveis em que o objectivo era somar um determinado número de pontos em 3 minutos, eliminando os inimigos que iam surgindo. Contudo, a pontuação exigida estava fora do alcance dos jogadores. Como resultado, muitos não conseguiram superar o nível, não os permitindo seguir em frente. Felizmente isso foi corrigido num update, o que já me permitiu voltar ao jogo. Um ponto a favor da equipa desenvolvedora de Jet Lancer, por ouvir a comunidade.

Lê mais:  Formula Retro Racing: World Tour | Nova entrada na saga!

Jet Lancer 1

Os gráficos em Jet Lancer podem não agradar aqueles que procuram detalhes realistas e cenários tridimensionais em 8K HDR, mas para mim, e para aqueles que adoram jogos Indie, este jogo está muito bom! As animações estão bem feitas e as cores bem escolhidas, dando um ar retro que me dá a ilusão de estar noutra década, onde a minha televisão é a única coisa que faz quebrar essa mesma ilusão.

A nível da música, esta também não fica para trás nos elogios! As batidas mexidas assentam bem nos níveis do jogo bem como dão aquele momento involuntário de mexer as pernas ao ritmo dela, enquanto fazes a tua emboscada ao próximo inimigo. Contudo, se existe algo a apontar a este departamento, é que poderia haver mais umas faixas de música, para impedir a tal sensação de repetição.

O que poderia mais faltar neste jogo?

O meu único desejo que tenho para com este jogo, é o de ver um modo Cooperativo e Versus. Jet Lancer, apesar de ser bem divertido e desafiante, grita por um segundo jogador, ou até mais. Desde que terminei o modo campanha, tenho sonhado em ver como seria jogar o modo New Game + juntamente com um amigo, convencendo-o a juntar-se nestas batalhas frenéticas, ou simplesmente fazer duelos aéreos contra outros jogadores, numa espécie de battle royale.

Jet Lancer já se encontra disponível para as plataformas Steam (Windows e MAC OS) e Nintendo Switch.

CONCLUSÃO
Bem Bom!
8
Um fanático por Nintendo, de nome "Nintendista", que procura mostrar ao mundo o lado mágico da empresa que o acompanhou durante toda a vida.
jet-lancer-analiseJet Lancer vai garantir-te momentos frenéticos e de pura emoção. Os seus visuais estão bem detalhados para um videojogo que chama um pouco o ambiente retro e a sua música está bem no ponto. Contudo a única coisa que te poderá deixar de pé atrás é o facto de haver um ou outro nível mais complicado e uma pequena sensação de repetição em alguns níveis.