Cá estamos nós para mais uma jornada Smash! Hoje trazemos-te mais 3 videojogos que serviram de inspiração a levar as personagens Shulk, Inkling e Bowser Jr. até à tabela de personagens de Super Smash Bros. Ultimate. Sem mais demora, vamos lá!

35. Xenoblade Chronicles  Wii (2010)

[irp]

Lutador: Shulk

Shulk, é um membro da raça Hom, (o equivalente de um ser humano) de 18 anos de idade. Este vive com os seus amigos Fiora, Reyn, e Dunban na colónia 9, situada perto da perna do gigante Bionis. Quanto este ficou órfão na adolescência, desenvolveu uma atitude mais analítica, resultante de ser o cérebro do quarteto e destacado para investigar a misteriosa espada Monado, empunhada pelo herói da colónia e seu amigo, Dunban. A vida de Shulk muda completamente como do dia para a noite, quando certo dia, os Mechons, seres metálicos que só podem ser danificados pela espada Monado, invadem a sua cidade e acabam com a vida de Fiora, que para além de ser sua amiga, é também do interesse amoroso de Shulk. Quando Dunban fica mortalmente ferido, a Monado, escolhe Shulk como seu novo mestre. No entanto este artefacto, além de destruir Mechons como sempre fez, adquire uma nova habilidade, a capacidade de prever, e mostrar uma visão, de um futuro possível a Shulk numa situação de vida ou de morte. O jovem juntamente com Reyn, parte numa demanda de vingança, para destruir todos estes seres metálicos. Contudo, desconhecem que este acontecimento terá impacto em todas as formas de vida neste universo.

Logo após da trilogia de Xenosaga, e a Monolith Software tornar-se parte da Nintendo, o seu criador Tetsuya Takahashi começou a tecer esta personagem, dando entrada a mais uma série Xeno, com Xenoblade Chronicles para a Nintendo Wii. A concepção e criação de Shulk, também partiu de Yuichiro Takeda, o guionista da adaptação das corridas de F-Zero ao universo anime com F-Zero: GP: Legend, e responsável pela narrativa da adaptação de Xenosaga, em formato portátil para a Nintendo DS, conciliando os dois primeiros episódios Xenosaga I+II. A dupla criou Shulk, em mente sendo alguém relacionável com o jogador e com o mundo de Xenoblade Chronicles, tirando ainda apontamentos dos membros, da Nintendo enquanto jogavam e reagiam aos ambientes.

A vida de Shulk no ocidente, de início foi muito conturbada. O jogo apenas teve lançamento ocidental no continente Europeu, onde gozou de um enorme sucesso, quer na crítica como nas vendas. No entanto, um grupo devoto à causa, intitulado Operation Rainfall, lançou uma campanha, ao próprio responsável pela Nintendo of AmericaReggie Fils Aimé, resultante do jogo ter um limitado lançamento na cadeia de lojas Gamestop. Mais tarde, Shulk e companhia voltaram numa port exclusiva para a New Nintendo 3DS, e na forma de Blade adicional em Xenoblade Chronicles 2, uma sequela numerada, mas sem acontecimentos decorrentes deste título.

Shulk apenas entrou nos ringues de Super Smash Bros. no anterior título, e como personagem DLC. Tal como a maioria dos espadachins, Shulk é ágil e rápido, tornando-se numa personagem perigosa, quando nas mãos hábeis, consegue modificar as várias formas da Monado consoante o fluxo do combate. Curiosamente esta personagem apenas conseguiu conquistar o seu espaço com Super Smash Bros.

Shulk merece estar de pedra e cal no roster não só por simbolizar uma das séries com mais impacto nos últimos anos, como metaforicamente ser recorrente da tenacidade e persistência, não só dos seus criadores, como também dos seus fãs.

36. Splatoon – WiiU (2015)

[irp]

Lutador: Inkling

Os Inklings são uma raça humanoide evoluída de lulas que sofreu mutações devido aos níveis do mar subirem, inundando e extinguindo a raça humana. Cerca de 2000 anos depois, esta espécie emergiu e começou a povoar tudo o que eram escombros da humanidade. Devido a sua escassez e ao seu elevado número, estas lulas e outros moluscos mutantes foram forçados a lutar por qualquer terreno que conseguissem encontrar, e rapidamente as guerras por território tomaram conta do quotidiano desta realidade fictícia.

A equipa que criou este videojogo destacou-se por não só ser uma das mais jovens como também os diretores Yusuke AmanoTsubasa Sakaguchi e o produtor, Hisashi Nogami, admitirem jogar na sua maioria a shooters online como Call of Duty e Battlefield. A sua criação por sua vez partiu de Shintaro apresentar um jogo quatro contra quatro numa arena. Depois de luz verde para avançar, a equipa começou a procurar formas para expandir e enriquecer o seu conteúdo. Inúmeras formas foram testadas e consideradas, mas talvez a mais curiosa foi a capacidade de esconder o jogador em bases de tinta, incorporando a temática de lulas. Curiosamente Shigeru Miyamoto rejeitou todo este conceito, referindo até que nem existia interesse pelo mesmo neste estado. Contudo a equipa não desistiu, e adicionou a capacidade de para além de esconder-se, navegar em tinta, mas o foco parecia estar a desvanecer-se e aos poucos a ideia inicial a distanciar-se cada vez mais.

A equipa de arte considerou incluir robots, animais variados e até o Mario, mas a direção queria mesmo incluir lulas, e precisaria ser humano para manter as armas de tinta. No início de 2014, decidiram que o jogador poderia enveredar pelas formas humana e lula, e que a navegar pintado pelo terreno adversário sofreria danos adicionais. A equipa ainda pensou usar urinóis e sanitas como formas de navegação, mas temeu pela forma como seriam vistos pela indústria e consumidores. Com todos estes conceitos em teórica aplicados na prática, Splatoon começou a ser desenvolvido, com uma ajuda muito pequena, mas preciosa da Monolith Software. Embora o desenho da Inkling feminina fosse o primeiro a ser inventado, a equipa teve imenso trabalho a criar o mesmo apelo para a sua forma masculina. Curiosamente o Inkling parece-se imenso com outra personagem da Nintendo e da série Super Mario, chamado Blooper, contudo a equipa revelou ser apenas uma divertida mera coincidência. Splatoon traduziu-se num enorme sucesso, aclamado pelos jogadores e pela critica, pela sua originalidade, catapultando as lutas coloridas destes seres invertebrados como ícones desta lendária empresa.

A Inkling em Super Smash Bros. Ultimate na verdade foi a primeira personagem a ser revelada através do seu teaser. Tal como nos jogos, a Inkling tanto rapaz como rapariga disfere rápidos ataques de tinta a longa distância enquanto navega pelo cenário em qualquer das duas formas. A sua permanência significa uma nova era na Nintendo, com nova atitude mais abrangente e irreverente nas suas obras, demonstrando que na mesma podem coexistir tanto clássicos como novas propriedades intelectuais como Splatoon.

37. Super Mario Sunshine – Game Cube (2002)

 

[irp]

Lutador: Bowser Jr.

Bowser Jr. ou simplesmente Junior, é uma das mais recentes personagens criadas para esta franchise, já que este e Rosalina, partilham o posto de únicas personagens “Super Mario” criadas no século XXI. A sua estreia foi em Super Mario Sunshine, para a Nintendo Gamecube. Nesta aventura Mario é rotulado de criminoso por espalhar o caos em toda a ilha de Delfino, pintando e sujando todas as superfícies. No entanto, estes acontecimentos foram orquestrados pelo filho de Bowser, usando um pincel mágico e a possibilidade de transformar-se no Shadow Mario (uma versão gelatinosa do simpático e saltitão canalizador).

Desde então Bowser Jr. foi acarinhado pelos seus fãs, e surgiu tanto em títulos canónicos na série principal, como spinoffs desportivos, party games, e até RPGs tais como Super Mario Kart, Mario Party, ou Mario & Luigi.

Uma das grandes confusões que a maioria dos fãs fazem, é a relações deste com o Koopalings. Ao contrário do que pensamos, os Koopalings, são servos do seu pai, e não seus irmãos, nem possuem sequer algum grau de parentesco. Curiosamente este monstrinho tem uma certa inveja destes, pois os Koopalings trabalharam em proximidade com o seu pai em várias ocasiões. Junior, apenas quer a adoração do rei tirano, tanto que o próprio por vezes, é quem rapta Peach, desconhecendo se realmente deseja a donzela como sua mãe, já que a sua mãe biológica de momento ainda nos é desconhecida. Nestes momentos, Bowser revela um lado paternal muito recalcado, o que faz com que este diabrete continue a seguir as suas pegadas e a torna-se num Rei digno do nome de quem mais idolatra.

Regressado da anterior entrega, Bowser Jr. Regressa com o Junior Clown Car, equipado com diversas engenhocas. A razão por Bowser Jr. entrar nos ringues de Super Smash, é talvez pela sua popularidade, visto que não existe um razão aparente, no entanto e talvez a única razão plausível, é para clarificar a principal causa na qual foi criado.

(Continua…)

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome