A saga VR continua na Squared Potato e hoje chegou a vez de falar-te de um videojogo bastante curioso, o Apex Construct.

Este não é propriamente novo, já que se encontra disponível no PC VR, bem como na PlayStation VR. Contudo, com a recente chegada dos Oculus Quest, o Apex Construct mereceu um Port, totalmente dedicado ao novo Headset VR.

Vamos então ver como ficou o resultado?

Lê mais:  The Curious Tale of the Stolen Pets | Análise

A História de Apex Construct

Apex Construct é um videojogo de acção/aventura, desenvolvido pela Fast Travel Games, que tem lugar num mundo pós-apocalíptico onde robôs com inteligência artificial dominam a Terra.

Este ambiente resultou das experiências perigosas, realizadas pelos humanos, que deixaram o Planeta completamente virado do avesso. Tal como um filme de Doctor Strange.

Agora, tu, o único ser humano sobrevivente na Terra, e um AI experimental Fathr, terão que combater a grande Inteligência, Mothr, e repôr tudo como estava.

Ou será que nada disto venha a acontecer? Quem sabe, não posso revelar nada para não estragar a aventura.

A Jogabilidade

Como já referi antes, o jogo faz uso de um arco e flecha futuristas, utilizados para derrotar os AI.

Existem três tipos de flechas com que podes contar: Normais, Eléctricas e Explosivas.

Cada uma tem a sua utilidade no jogo, desde activar correntes eléctricas até rebentar paredes rachadas para seguir caminho. Estas podem, ainda, ser melhoradas através de um sistema de upgrade, que serve de grande ajuda mais à frente na aventura.

É pena não haver mais variedade. Mas pronto, estas já me fizeram sentir como o herói da DC, Green Arrow.

Apex Construct

Lê mais:  Phantom Covert Ops | Análise

O mesmo posso dizer dos AI. No início ainda pensei que era propositado haver três ou quatro robôs AI diferentes, incluindo um Boss. Porém, tudo isso não passou desse número.

Houve uma grande janela de oportunidade para introduzir mais variedade de robôs que não foi aproveitada, o que me deixou um pouco decepcionado.

Os mapas eram também muito limitados: em cada missão estás de regresso ao mesmo local, só que com um objectivo diferente. Apesar disto, não é muito mau, já que estes estão minimamente bem construídos, com alguns segredos escondidos.

O modo Cygnia CUP Challenge em Apex Construct

Lê mais:  Pistol Whip | Análise

Este modo é um desafio onde tens que acertar em todos os alvos dentro do tempo limite. Existem várias rondas, em que cada uma é mais dificil que a outra, envolvendo até derrotares robôs.

Uma vez terminado, a tua pontuação é publicada online, numa tabela de ranking mundial. Se és daqueles gamers competitivos, então este modo é para ti. Eu pessoalmente achei este modo bastante interessante, pois deu para desenjoar um pouco do modo principal.

Com isto, espero que num futuro não muito distante a Fast Travel Games crie um videojogo totalmente dedicado a este modo, pois este poderá vir a ter um bom potencial.

Apresentação Visual Boa e Som Decentes

Apesar de Apex Construct se tratar de um Port feio para um processador mobile, a qualidade chega a impressionar.

A primeira vez que coloquei o headset e entrei no mundo do jogo, fiquei espantado com o detalhe das mãos. E mal peguei no arco e na flecha, a reacção foi idêntica!

Em contrapartida, o jogo contém alguns bugs e glitches. Estes são algo incomodativos e acontecem recorrentemente durante as partidas. Um exemplo é o agarrar de certos objectos, os quais nem sempre ficam estáveis.

Apex Construct
Agarrei literalmente no texto
Lê mais:  Pixel Ripped 1995 | Análise

Outro problema com o qual me deparei foi a falha de tracking dos comandos quando uso o arco e flecha. Este por vezes fica preso no ar durante uns segundos até voltar ao normal, quando estou a disparar flechas.

Creio que este não seja um problema do jogo mas sim dos Oculus Quest, devido ao seu sistema de inside tracking com quatro câmaras.

A Banda sonora parece simples, com um tema misterioso de exploração. Em alturas de combate contra os robôs, a faixa muda para mais furtivo. Mais uma vez, podia haver um pouco mais.

Apex Construct está disponível para PC VR, Oculus Rift/S, Oculus Quest e PlayStation VR.

Conclusão da Análise
Podia ter mais conteúdo
7
Um fanático por Nintendo, de nome "Nintendista", que procura mostrar ao mundo o lado mágico da empresa que o acompanhou durante toda a vida.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.