Antes de analisar cada jogo gosto de fazer uma reflexão sobre os estados da indústria e do género do jogo que estou a analisar. Quando recebemos o Call of Duty: Modern Warfare fiz essa mesma reflexão. Encontramo-nos num ponto da história em que as tensões escalam, seja nos EUA devido à destituição proposta, à subida ao poder de tiranos como Kim Jong-Un, Vladimir Putin ou o PCC (Partido Comunista Chinês).

Baseado na Vida Real

Com um ponto tão tenso na história, a Infinity Ward decidiu extrair o máximo de sumo possível destes acontecimentos, retratando acontecimentos polémicos, e enfatizando o peso psicológico de se participar activamente numa guerra enquanto soldado. Estes retratos incidem todos sobre o mesmo: uma tirania Russa com intenções de conquistar o mundo (sinceramente, por muito bem estruturada que a história esteja, já podíamos mudar o disco ao invés de o virar e tocar o mesmo).

Personagens

No entanto, há um ponto extremamente positivo e que me deixou com esperanças para o futuro: Farah.

Farah é uma resistente da opressão de um ditador russo, procurando a liberdade para o seu povo. Aliando-se ao Capt. Price, encontramos aqui uma união em prol do soltar das amarras políticas e bélicas dos russos no Urzequistão (local fictício no Médio Oriente). Com um carisma inato, encontramos um potencial desmesurado nesta jovem guerreira – quiçá um jogo centrado à volta da mesma. Não me surpreendia dada a sua qualidade.

Call of Duty: Modern Warfare

Lê mais:  Tales Of Vesperia | Definitive Edition Chega Em Versão Ocidental

Jogabilidade

A jogabilidade de Call of Duty: Modern Warfare é tal como a conhecemos: rápida e incisiva. Embora a jogabilidade esteja desenhada para um ritmo frenético, foi bom vermos que, no modo história, cada missão tem o seu ritmo, desde corredores claustrofóbicos a puro caos num campo aberto. Foi dada uma atenção especial a detalhes que tornam o jogo numa experiência mais imersiva.

Mecânicas

Posso dar o exemplo dos supressores que, em vários jogos de tiros, são insonoros. No entanto, caso algum dia experimentem na vida real, vão perceber que uma arma com supressor apenas faz menos barulho, não o elimina por completo.

Afinando mecânicas, através de um novo motor de jogo, posso dizer que este Call of Duty é um passo em frente relativamente aos anteriores. Na maneira como o jogador se mexe, no coice do disparo de cada arma, e também na multitude de novas acções possíveis, tanto nos cenários do modo história como nos modos multi-jogador.

Falando de Visuais e Som

Com um novo motor vieram novos visuais que, felizmente, já estão mais a par desta geração. As cutscenes são praticamente fotorrealismo. Tirando uma explosão ou outra, os visuais estão afinados, com uma iluminação soberba e texturas que não renderizam a cada passo.

O som em si foi completamente revolucionado e transmite uma imersão sem igual aos títulos anteriores da saga. Mesmo no modo multijogador online, ao utilizarem headphones, estão três passos à frente dos vossos inimigos pois está tão realista que parecem estar ao nosso lado.

Call of Duty: Modern Warfare

Lê mais:  PlayStation Plus de Julho | Detroit: Become Human, Heavy Rain e não só!

Modos

Este modo multijogador está extremamente equilibrado, não só em termos de armas mas em termos realistas. No que toca à morte dos adversários, aliás, está tão equilibrado que o número de acampados é cada vez maior. Algo que eu acho que devia ser tratado (talvez uma penalização por ficar no mesmo sítio mais de 5 segundos, potenciando o ritmo frenético que tão bem conhecemos).

Os mapas estão bem estruturados, alguns parecendo labiríntico, pelo que vão ter de jogar bastantes jogos neles até se habituarem. Alguns mapas são extraídos das missões do modo história, como sempre, outros são desenhados com base em cenários similares. Uma dica essencial: não corram para o meio do mapa, porque vão morrer – sempre.

Temos também o modo Spec Ops, onde podemos concluir missões com amigos em modo cooperativo. Este modo é peculiar pois, por vezes, torna-se impossível dada a sua dificuldade. Um spawn quase infinito de inimigos impossibilita-nos uma experiência captivante nas missões cooperativas, sendo que nestas têm de se manter juntos. Caso contrário, podem dar a missão como arruinada.

Call of Duty: Modern Warfare

Lê mais:  FIFA Global Series | As Inscrições Já Abriram Para Os Local Qualifiers em Portugal

Call of Duty: Modern Warfare já está disponível para PlayStation 4, Xbox One e na Battle.net para PC.