Depois de uma espera torturante, e de ver os jogadores da Xbox One a divertirem-se a jogar a demo de Devil May Cry 5 mais cedo, finalmente tive a minha oportunidade de poder explorar o jogo por mim mesmo, de trás para a frente, duma ponta à outra, e de poder ter uma ideia da veracidade da afirmação “Devil May Cry is back” que Hideaki Itsuno fez durante a revelação do jogo na E3 de 2018, durante a conferência da Microsoft.

Lê mais:  CyberPunk 2077 I Jogo entra finalmente em fase de Ouro

Esta demo apenas te deixa espreitar uma pequena parte do jogo, em que controlas Nero, e este, encontra-se num subúrbio em ruínas. Com a cidade a deformar-se perante os nossos olhos, e sendo este um jogo de Devil May Cry, não demoramos muito a encontrar umas criaturas simpáticas a quem podemos mostrar que não só conseguimos lutar, como o fazemos com bastante estilo!

Logo na minha primeira batalha, reparei nas óbvias semelhanças no que toca aos controlos e aos ataques de Nero com Devil May Cry 4 (que a partir de aqui vou passar a escrever DMC 4), pelo que rapidamente me fui lembrando dos vários combos que executava nesse jogo, e os mesmo funcionavam perfeitamente nesta demo. No geral, os ataques com a famosa espada Red Queen vão ser familiares para os fãs que jogaram DMC 4, bem como a capacidade que Nero tem de puxar e de se aproximar rapidamente dos inimigos com o seu braço, que na demo funciona como uma corda com uma pega.

Devil May Cry 5
Estas semelhanças não são más de todo, sendo que a jogabilidade de DMC 4 era bastante sólida, mas claro que a Capcom fez aqui algo para quebrar o dejá vu, que os fãs iriam ter ao voltar a controlar Nero, dando-lhe uma colecção de Devil Breakers, que são braços artificiais com umas propriedades bastante interessantes.

A demo contém 3 Devil Breakers que podes usar para lutar ainda com mais estilo, sendo esses o Overture, com as suas explosões de electricidade, o Gerbera que propela os inimigos e também a ti com as suas ondas de choque, e o Punch Line, o meu favorito, que é um punho foguete que voa à volta dos inimigos e os atinge repetidamente. Os Devil Breakers têm uma espécie de munições, que são usadas para um ataque especial que se executa ao deixar premido um botão. Ataques especiais como uma espécie de Kamehameha que o Gerbera faz, ou surfar em cima do Punch Line e atacares os inimigos com uns flips.

Na demo, conseguimos fazer upgrades, interagindo com uma cabine telefónica, onde Nero chama Nico com a sua carrinha. Ela vende-nos vários ataques novos e também recargas para os Devil Breakers, sendo tudo comprado com os clássicos Red Orbs que se vão coleccionando no nível, ao matar inimigos e partir alguns objectos.

Devil May Cry 5

Lê mais:  Captain Tsubasa: Rise Of New Champions | Data de Lançamento e Novo Trailer Revelados

No final da demo, temos uma luta com um Boss, que tem uma cutscene de introdução espectacular! Este inclusive, tem uma pequena surpresa, que são várias fases durante a batalha e que vão alterando a forma como jogamos. É uma surpresa bastante agradável, pois demonstra uma dinâmica que reforça ainda mais o lema de “lutar com estilo”.

Voltando à afirmação de Hideaki Itsuno, “Devil May Cry is back” parece-me algo que descreve bastante bem o que experienciei nesta demo. A familiaridade juntamente com estas surpresas novas e a dinâmica na jogabilidade, acrescentam algo fresco a uma fórmula que já estava sólida.

Devil May Cry 5 tem data de lançamento marcada para 8 de Março de 2019 na Playstation 4, Xbox One e na Steam para PC.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.