Future Grind, é um jogo simples e sem muito para contar. No entanto, há tanto para fazer! Com uma história bastante simples, em que algumas personagens te dizem algumas linhas de texto para teres um contexto deste mundo, onde basicamente vences níveis para teres novos patrocinadores, e logo, motas diferentes. Se são melhores ou piores do que as anteriores, deixo ao teu cargo escolher. Como disse mais acima, o jogo é simples, muito simples, mas não é a simplicidade que o torna fraco.

Imagina-te numa mota, mas uma mota vertical, em que uma roda anda no chão e outra no “céu”. À tua frente, encontram-se vários rails, a várias alturas, e com espaços entre eles.
O teu objectivo principal, é acabares a pista. Desde que não caias entre os rails consegues chegar ao fim. Fácil não? Os rails até parecem ímanes, pois basta que tenhas uma roda a tocar neles e consegues deslizar, seja por cima, por baixo ou até mesmo com uma roda de cada lado. Simples não é? Agora o desafio: Os rails podem ser brancos, o que indica que são neutros, ou então coloridos, com duas cores diferentes por nível. A tua mota tem uma roda de cada cor, e as mesmas só podem tocar nos rails que correspondem à sua cor ou nos brancos. Basta um pequeno deslize, um salto mal calculado, e tens de reiniciar a pista toda.

Para além do objectivo principal de acabares a pista, tens outros, como deslizar uns metros por baixo dos rails, ou fazer um loop de 720º, ou até não tocar nos rails de certa cor…
Para além das motas conseguirem saltar, na verdade até a maior parte delas tem duplo salto, também podem ser equilibradas da melhor maneira, ou então no ar girar para obter mais pontuação. A pontuação ocorre quando deslizas sobre rails de uma cor. Quanto mais deslizas, mais pontos. Também podes fazer acrobacias para aumentares a pontuação. Ainda para te ajudar a conseguires mais pontos, há um multiplicador que aumenta cada vez que tocas em rails de cores diferentes, mas se tocares num branco ele reinicia.

Este jogo é bastante rápido, e muito baseado em cores. O que o pode tornar difícil tanto para iniciantes, como até mesmo para pessoas com dificuldades de visão. No entanto, a pensar nessas pessoas com problemas de visão, o jogo permite trocar as cores das rodas para alguma que funcione melhor para o jogador. E aqui dou os meus parabéns aos desenvolvedores, pois têm noção do jogo que fizeram. No caso de seres iniciante, podes alterar as definições do jogo activando o modo “Assist”, que permite desacelerar o jogo até aos 50%, ou tornar as rodas inconvencíveis. Ou seja, podes tocar em rails de qualquer cor mesmo que essa não seja a mesma cor da roda. Pelo lado negativo, a tua pontuação não é gravada com este modo activo.

Future Grind já está disponível para PlayStation 4, Nintendo Switch, na Steam e itch.io para PC.