Gears of War (GeOW) sempre foi o meu go-to game no que toca a descontrair, não pelo ambiente calmo do jogo, mas pela simplicidade com que a jogabilidade se apresenta. Estamos lá para disparar e matar, e assim o fazemos. Quem acha que a fórmula desta saga vai mudar engane-se, pois foi o que sempre vendeu melhor o jogo. Esta jogabilidade inigualável para um third person shooter, traz consigo um misto de adrenalina e prudência, pois tão fácil é matar como morrer.

Lê mais:  Fortnite | Crossplay Finalmente Disponível Na PlayStation 4

Esta saga passou no entanto por uma alteração significativa, uma mudança geracional dos protagonistas. GeOW 4 trouxe consigo JD, Kait e Del, que embora carismáticos, não transmitem nem metade da coesão com que Marcus, Dom e Cole nos marcaram, pois sentíamos que existia ali uma irmandade inquebrável. Contudo, em Gears 5 encontramos uma viagem mais individual, uma história que se centra numa só personagem.

Após um breve tutorial (o que acho que todos os jogos devem ter), embarcamos no modo história, podendo enveredar a solo ou com mais dois amigos. Após breves acontecimentos, encontramo-nos na pele de Kait, e numa busca pelas suas origens iremos explorar e obliterar em compassos de tempo diferentes. Teremos tempo para corridas alucinantes e secções do jogo mais furtivas.

Gears 5

Lê mais:  Jump Force | Análise

Campanha

Um dos grandes problemas deste jogo é que se foca demasiado na história, e quando digo que se foca demasiado na história, não falo em empenho, falo no facto de a história ser desvendada demasiado cedo, cortando a antecipação que vamos criando ao longo do jogo, e transformando-a num mindless shooter story-wise. Creio que é algo a melhorar nas próximas entradas, caso queiram fazer a série regressar aos tempos de glória.

Apesar de termos uma história que se desvenda de forma precoce, a jogabilidade motiva-nos a prosseguir com a matança e a ultrapassar os obstáculos que nos são colocados à frente. Estes obstáculos são encarados com melhorias e novos componentes, utilizados para melhorar ferramentas. Além destes, temos também complementos como minas, um boost temporário à nossa armadura, ou até mesmo adquirirmos o controlo mental sobre os nossos inimigos.

Estas melhorias são potenciadas pela maneira como a parte mais tardia da história adopta uma postura menos linear, abrindo caminho para a exploração e recolha de recursos, chegando mesmo a incitar o jogador a completar tarefas adicionais. É aconselhável que concluam estas tarefas, pois não só possibilitam uma conclusão mais rápida das melhorias, como prolongam o tempo de jogo, que, mesmo jogando sozinho, é relativamente curto (7/8 horas de história).

Gears 5

Lê mais:  Wolfenstein II: The New Colossus | Análise

Versus

O modo Versus veio a prolongar a nossa estadia neste hotel sangrento, possibilitando-nos a oportunidade de desancarmos jogadores reais de qualquer país nesta vertente online. Além do tradicional deathmatch, a Coalition não quer deixar ninguém de fora, utilizando o modo Warzone para manter os veteranos colados ao novo jogo.

Além do modo história e do modo online tradicional encontramos os outros modos de jogo, Horde e Escape. Passo a detalhar os mesmos:

Horde

Um modo de jogo cuja génese data 2008, com GeOW 2 a potencializar o modo de sobrevivência onde, atrás de hordes inimigas, temos de aguentar a nossa posição enquanto vamos decapitando e perfurando tudo o que é inimigo.

Escape

Completamente novo, Escape traz consigo uma abordagem mais cuidadosa ao campo de batalha. Com uma bomba de gás em andamento e começando a partida apenas com uma pistola, é fulcral angariarmos todos os recursos possíveis para limparmos a base inimiga no mínimo de tempo possível.

Para quem é adepto de shooters no geral, este modo revelar-se-á difícil ao início, mas nada que não consigam ultrapassar com dez minutos de treino.

Escape é ainda potencializado pelo Map Builder, a maneira que a Coalition arranjou para a comunidade sentir que contribui de forma significativa para o jogo. Este Builder serve para os três modos de jogo e é simples e conciso.

Gears 5

Lê mais:  Dragon Ball FighterZ | Conteúdo Natalício E Edição Deluxe A Caminho

Grafismos

Todos estes modos de jogo são elevados pelo grafismo com que Gears 5 deslumbra, portando uma capacidade extraordinária em utilizar o hardware de maneira eficiente para carregar as belas paisagens e diversos locais que visitamos. Os jogadores de computador sentir-se-ão valorizados pelas texturas adicionais que a Coalition desenvolveu, potencializando ainda mais a capacidade visual deste jogo.

Gears 5 já está disponível em exclusivo para a Xbox One.

Conclusão da Análise
Barbárico
8