Como era difícil viver sem Internet e ficar empancado num jogo… hoje, quase impensável! Mas em meados dos anos 90 era assim que funcionava. No limite dos máximos, seria uma revista, ou o testemunho de um amigo que te ajudava muitas vezes a solucionar os teus problemas com alguma fase mais complicada. E é graças a essas correntes de palavras que fluíam de boca em boca, por todas as crianças e jovens deste país, que foram criadas muitas destas Lendas Urbanas que te vou apresentar, e algumas, ainda hoje levantam questões e perduram internet afora.

Jogar com Luigi em Super Mario 64

luigi-super-mario-641

Começamos com um dos personagens mais querido pelos fãs. Falamos de Luigi, o irmão do canalizador mais conhecido do mundo. Após o lançamento de Super Mario 64, em 1996, muitas teorias como desbloquear Luigi como personagem jogável, vieram à baila. Apanhar todas as moedas foi a teoria mais falada na sua altura, e seria a chave para desbloquearmos o personagem, e adivinha? Muita gente ficou desiludida após conseguir o feito. Nada disso foi possível.

A verdade, é que Luigi estava de facto projectado para estrelar no jogo, e a prova disso foi a descoberta em Julho de 2020, 24 anos depois, num enorme leak de source code de jogos antigos da Nintendo. Além de Luigi, novas criaturas foram planeadas para estar em Super Mario 64, mas descartadas no produto final. Foi uma pena, mas o jogo não deixa de ser brilhante, até nos dias actuais!


Missingno – O “Pokemon” que danifica o teu Game Boy

MissingNo-Pokémon

“Não apanhes isso, irá estragar o teu Game Boy.

Sim, ouvi isto por diversas vezes na praceta onde cresci durante os anos 90, depois dos meus pais me terem oferecido o meu primeiro Game Boy, além do Pokemon Red. O mais Curioso, é que quando os meus amigos descobriram o glitch, usavam e abusavam dele, apenas para clonar as master balls, mas apanhá-lo? “Nem pensar” diziam, “isso está fora de questão”! A verdade é que este glitch podia de facto corromper os dados do jogo, além dos gráficos, mas nada que não resolvesse com um new game.

A explicação foi resolvida anos depois por Shigeki Morimoto, ao clarificar que MissingNo era o resultado de uma programação incompleta de outros Pokemons que seriam anteriormente projectados para marcarem presença no jogo, mas deixados de fora no resultado final.

Lê mais:  O Que Define Um Jogo Perfeito?

Ou seja, ao combatermos com um MissingNo, estaríamos a duelar com um dos mais de 30 Pokemons incompletos que não marcaram presença no jogo. Curioso, no mínimo. Se ainda tiveres um Game Boy e queiras explorar este glitch, fica descansado, o infame MissingNo não irá danificar a tua consola.


Hitomi Fujiko e Active Worlds

hitomi-fujiko

Pensa em algo mais assustador que um jogo online dos anos 90 praticamente abandonado pelos jogadores… Agora, imagina explorares um servidor desse mesmo jogo e encontrares um npc misterioso a tentar comunicar contigo de uma maneira bem estranha. Foi exactamente isso que aconteceu em Active Worlds – um software de criação 3D e com sistema de chat, bastante idêntico a Second Life -.

O youtuber Vinesauce, depois de 30 minutos a vaguear no servidor, começou inexplicavelmente a receber mensagens muito idênticas às de um npc, que questionava se ele se encontrava perdido. Ao responder, o jogador desencadeou uma longa conversa, que chegou até a contar com questões filosóficas pelo meio, e que fizeram todos que assistiam a stream questionar se realmente se tratava de um npc. Depois do youtuber perguntar para o suposto npc se de facto ele era realmente um npc ou jogador humano, Hitomi Fujiko aconselhou-o a abandonar o servidor. Combinado ou não, é das lendas mais assustadoras da Internet, e deixam muitas dúvidas ainda hoje.


A Sindrome de Lavender Town

Provavelmente já ouviste esta. Com o lançamento dos primeiros Pokemon Red, Blue e Green em 1996, no Japão, corriam relatos de uma espécie de fenómeno que fez disparar os aumentos de suicídios entre crianças e jovens. E qual era a explicação? Muito simples…

Lê mais:  PlayStation Plus de Novembro | Outlast 2, Nioh e Strikers Edge

O factor que fazia ocorrer sintomas como dores de cabeça, insónias, ansiedade e até suicídios, era o tema musical da cidade de Lavender Town, composta por Junichi Masuda. Devido às suas frequências altas, causavam lesões permanentes nos ouvidos dos mais jovens, apesar de ser algo que não afectava os adultos. A história foi divulgada em 2010 na Internet, e a partir daí tornou-se muito popular até aos dias de hoje.


A Lenda de Sheng Long – O Mestre de Ryu

sheng-long

Não, nunca existiu Sheng Long em Street Fighter 2! Um erro de interpretação e tradução entre “Sheng Long”, e “Dragon Punch” numa das frases do jogo, causou um tumulto verbal enorme entre os jogadores, que faziam de tudo para desbloquear o “famoso mestre de Ryu“.

Para ajudar na brincadeira, a revista mensal Electronic Gaming Monthly publicou em Abril (Dia das mentiras) em 1992, truques e dicas para conseguires juntar o famoso mestre aos teus personagens jogáveis. Para o desbloquear era muito simples, apenas tinhas que vencer todos os combates sem sofrer dano (coisa fácil), e empatar 10 vezes contra o Bison, sendo que apenas existia 4 rounds. Mas que contas confusas!


GTA: San Andreas – Bigfoot (Pé Grande)

Grand-Theft-Auto-Bigfoot

Conhecendo a Rockstar Games pelos seus detalhes e brincadeiras nos seus jogos, esta lenda podia ser bem verdadeira, só que não é! Semanas depois do lançamento de San Andreas, jogadores começaram a publicar artigos, vídeos, e montagens na internet, que afirmavam se terem deparado com um Bigfoot nas florestas do jogo.

Apesar de existir muita gente que ainda hoje acredita neste mito, tudo não passou de uma lenda inventada pela fanbase apaixonada pelo universo do jogo. A Rockstar Games, esperta e criativa como é, aproveitou a situação nos seus jogos seguintes, e brindou-nos com presenças do famoso gorila gigante tanto em Red Dead Redemption, como em GTA V.


Estes são apenas alguns dos mitos mais marcantes da indústria! Conheces algum? Partilha connosco nos comentários!

2 Comentários

    • Grande K!!!
      Obrigado pelo comentário e por teres lido! Pois é amigo, o MissingNo era tenso hahahaha.

      Um abraço amigo!

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.