Wastelands (Life is Strange 2: Episódio 3) chegou agora e sem dúvida em força… Numa força inconfundível e sobrenatural, que havia protagonizado e conduzido os dois primeiros episódios da série. Sean e Daniel Díaz seguem para Puerto Lobos, no México, dando continuidade à aventura iniciada em Setembro de 2018.

Em Rules, o episódio anterior, percebemos que qualquer decisão tinha então impacto em toda a estrutura presente e futura. Não apenas sobre Sean e Daniel ou de forma directa, mas igualmente numa expansiva corrente de acontecimentos e personagens secundárias. Esta dinâmica de difícil previsão tornou a aventura mais desafiante, e, como consequência, com o passar do tempo, mais cativante. De qualquer forma, apesar de podermos prever consequências dois passos antes de elas acontecerem, Life is Strange tem por hábito esconder muito mais do que aquilo que nos mostra. E as provas disso são os inimagináveis caminhos possíveis, que apenas conhecemos no final de cada capítulo.

Lê Mais:  Devil May Cry 5 | Análise

O segredo da Narrativa imprevisível

Tendo o segundo episódio de Life is Strange 2 como base, é inegável a evolução e o crescimento para este Wastelands. Possivelmente, o melhor dos três até agora lançados. Ainda que pareça um pouco solto de toda a narrativa anterior, permite-nos criar pontes e enriquecer a história desenhada. Afinal, Life is Strange é, acima de tudo, excelente na construção de narrativas envolventes, enredos complexos e personagens fascinantes. É nesse aspecto, sem dúvida, que reside a sua essência e o seu segredo para o sucesso.

Desta feita, damos de caras com um episódio mais maduro, que salta para lá das realidades apresentadas. O pano de fundo combina um acampamento e uma plantação de Cannabis, alimentando visualmente o crescente distanciamento do conforto do lar. A relação dos irmãos, por sua vez, abandona o lado fraternal, tornando-se progressivamente problemática. Ainda que possamos assegurar a ligação de ambos, perante uma relação debilitada, todas as decisões são inevitavelmente delicadas.

Life is Strange 2: Episódio 3

Lê Mais:  Tom Clancy's The Division 2 | Análise

Uma relação problemática

A fragilidade de uma relação fraternal até então sólida e segura acaba por ser o cerne de todo o episódio. O motivo do desequilíbrio? A relação cruzada com o bad boy e pseudo-vilão Finn, um dos colegas de acampamento de Sean e Daniel. Finn e Cassidy, com quem nos havíamos cruzado em Rules, são, a par com os “maus-da-fita” Big Joe e Merrill, as personagens secundárias que balizam a acção de Wastelands. Dois elementos ricos do ponto de vista narrativo, que acabam um pouco ocos, por falta de exploração, apesar da sua relevância para o enredo.

Cativante e com poucos momentos mortos, sem que no entanto pareça acelerado, este terceiro episódio de Life is Strange 2 equilibra o dinamismo com a profundidade necessária para que a mensagem seja transmitida de forma eficaz. Como resultado: uma experiência atribulada e envolvente, que nos agarra por horas, soltando-nos apenas para nos deitar ao chão.

Life is Strange 2: Episódio 3

Lê Mais:  BOSSGARD | Primeiras impressões

O ambiente criado não falha em arrastar-nos para cena, sendo fortalecido tanto pela imagem como pela banda sonora… E que maravilhosa é a banda sonora escolhida para Wastelands! Aliás, reformulo: e que maravilhosa é a banda sonora escolhida pela DONTNOD para todo o universo de Life is Strange. Não creio que seja fácil superar ou sequer igualar estas séries no que toca ao bom gosto e à perícia musical.

Resumindo, Wastelands é uma experiência que supera Roads e, embora com menos margem, também Rules. Notas máximas, sem dúvida e mais uma vez, para a banda sonora e para o crescente peso das decisões. É isto que queremos quando paramos para jogar Life is Strange! A melhorar: a exploração de personagens e da relação entre elas. Fantástico e imperdível para todos, em especial quem não perdeu os anteriores.

Life is Strange 2: Episódio 3 está disponível na Steam e para Xbox One e PlayStation 4, desde 9 de Maio. O próximo episódio, ainda por anunciar, tem data de lançamento marcado para 22 de Agosto.