Quero dizer, primeiro que tudo, que Main Assembly está ainda no estado de Early Access, ou seja, tudo o que for mencionado nestas primeiras impressões está sujeito a possíveis mudanças e melhorias ao longo do seu desenvolvimento.

Por vezes, um jogo simples e com o simples objectivo de divertir sem grande contexto ou uma história captivante é tudo o que precisamos, jogos que se apoiam por completo nas suas mecânicas e na criatividade do jogador.

Main Assembly enquadra-se perfeitamente nesse género de jogo, focando-se na criatividade do jogador na criação de vários veículos como carros, aviões e algo como pernas robóticas gigantes, tudo com uma liberdade quase infinita no que toca à moldagem do chassis, a posição de peças como rodas ou turbinas, até mesmo o funcionamento das mesmo, como quais das rodas são usadas para acelerar ou curvar.

20200621220929_1  Tu controlas um pequeno drone que serve apenas para navegação fácil pelo nível, e apenas com o toque de uma tecla, abre-se a interface de construção dos veículos, onde podes escolher entre bases para começar, carregar algum veículo que já tenhas feito, programar o teu veículo, ou mesmo editar um que já estejas a conduzir.

Como já mencionei no início, a moldagem do chassis é quase infinita, podendo escolher entre vários metais de pesos diferentes, cores, motores de vários tamanhos, suspensões, e qualquer forma que te venha à cabeça. Se pensas que é possível, provavelmente o vais conseguir fazer, pois Main Assembly dá-te várias ferramentas para poderes esticar, encolher, curvar, entre outros…

Lê mais:  Steam Deck | A nova consola portátil da Valve é revelada!

20200621185433_1  A programação do veículo pode ser um bocado confusa, pois o menu é categorizado com várias coisas, e muitas delas penso que são difíceis de perceber o que realmente consegue-se fazer com as mesmas. Fazer as ligações é fácil, sendo apenas necessário ligar os rectângulos uns aos outros, mas editar o que cada rectângulo pode fazer e as variáveis que tem é o que torna o sistema complicado. Penso que Main Assembly poderia ter um tutorial mais abrangente no que toca a esta função, pois penso que tem um grande potencial e muitos não irão poder usufruir do mesmo.

Main Assembly, neste momento, tem dois modos, a sandbox e os challenges. A sandbox é bastante simples, metendo-te num mapa enorme com uma zona florestal, umas caves, um lago congelado e uma pista de corridas de carros. Este modo de jogo dá-te a liberdade de construir veículos e poderes simplesmente usufruir do mapa sozinho ou com amigos, podendo fazer também uma das várias corridas que estão espalhadas pelo mesmo.

20200621185623_1  Os Challenges são vários níveis com vários desafios em pequenos mapas. Os desafios variam de acordo com o tema do mapa, tens desafios como atropelar um número de test dummies, passar por vários checkpoints, meter uma bola numa baliza, puxar caixas de cartão para o rio, entre outros…

Os dois modos são ambos bastante divertidos, e penso que a sandbox irá consumir várias horas de muitos jogadores criativos.

Lê mais:  Nioh Collection | Análise

Main Assembly 1  

Main Assembly mostra-se bastante promissor, e sem dúvida estarei atento para as actualizações e para a versão final do mesmo. É um jogo que depende bastante da criatividade do jogador, e é surpreendente a possibilidade de construir veículos com uma liberdade quase ilimitada.

Main Assembly está disponível em Early Access na Steam para o PC.