Directamente da mente criativa da Honor Code, somos submergidos no Oceano Pacífico. Sejam bem-vindos ao tenebroso mundo aquático de Narcosis!

Aqui encarnamos um engenheiro numa operação a cargo da empresa Oceannova, fazendo parte de uma tripulação cujas instalações foram destruídas por um terramoto, inundando assim o seu local de trabalho. Coincidentemente, no momento em que este fenómeno ocorre, estamos vestidos a rigor, ficando assim com o encargo de sobreviver e explorar o local por colegas que possam estar vivos.

[irp]

Um ponto extremamente positivo em Narcosis é que não há os famosos jump scares. Algo que na minha opinião apenas existe por falta de criatividade e preguiça. Com uma narrativa imersiva e um ambiente tenso, não é difícil criar inquietação em qualquer ser humano. Já há anos que constatámos esse facto, com Silent Hill a liderar o género.

Para não se recorrer a jump scares, é necessário que o ambiente visual e sonoro sejam competentes, algo que a Honor Code faz muito bem. Com visuais modernos, sentimos que a viagem que estamos a fazer é realista e conseguimos imaginar-nos a nós próprios numa idêntica. O som é bastante importante nestes videojogos, pois a imersão depende do quão bem nos é transmitido o ambiente onde nos encontramos, algo que Narcosis nos entrega da melhor forma sonora.

Narcosis

[irp]

Aqui, temos de estar atentos aos níveis de oxigénio, a certos seres vivos que convém não encontrarmos, pois significam morte certa, e ao assombroso abismo. Apesar de termos uma faca (que utilizamos com uma certa lentidão), esta não chega para quando encontramos os caranguejos-aranha (sim, leram bem). Temos de evitar ao máximo qualquer tipo de contacto com inimigos, pois o foco de Narcosis é a sobrevivência, não deixando margem para manobra no que toca a combate.

Temos um máximo de objectos que podemos transportar, o que vai fazer com que tenhamos de recorrer à estratégia para ultrapassar a escuridão e solidão aquática. Podemos utilizar objectos como sinalizadores para distrair os inimigos, o que nos dá um intervalo de fuga, puxando o pulmão para que a vida se mantenha em nós. Outro cuidado a ter com os níveis de oxigénio, é no sentido em que por exemplo quando encontramos um colega morto, o nosso batimento cardíaco começa a subir, gastando mais oxigénio. Embora não tenha chegado a nenhum ponto com falta de oxigénio, convém que controlares sempre os níveis, para que não sejas apanhado de surpresa.

Narcosis

[irp]

Evitando o combate, jogamos então o que por vezes parece os tradicionais Walking Simulators (apenas uso este termo para perceberem o tipo de jogo que é, pois eu defendo que não existe este tipo de jogos, pois qualquer jogo é uma experiência interactiva, e cada empresa defende a quantidade de interactividade que existe). Sendo um enorme (enorme) fã da saga Bioshock, senti-me um pouco em casa. Cada recanto é uma surpresa que nos obriga a andar sempre de olhos e ouvidos abertos.

Narcosis já está disponível para Playstation 4, Xbox One, e na Steam para PC.

Conclusão da Análise
Tenebroso
8.4

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome