Longo é o reinado de Pokémon, tendo-se isolado na liderança dos videojogos de captura e luta com monstros. Bastantes foram as tentativas de alcançar o estatuto desta saga (quase impossível neste momento, pois Pokémon é a saga multimédia que mais dinheiro gerou em toda a história), sendo a tentativa mais sonante Digimon, no entanto, como já disse, será quase impossível chegar ao nível deste titã.

Entra em cena Nexomon, um jogo humilde, fomentando-se de ideias de Pokémon, e transformando-as em algo refrescante, contudo repetitivas. Com um sucesso bastante positivo, a VEWO Interactive rapidamente colocou mãos à obra e começou a trabalhar numa sequela, atenta ao feedback e reinventando certas vertentes, daí surgiu Nexomon Extinction.

Nexomon Extiction

Nexomon Extiction larga-nos no meio de uma história competente, onde tentamos descobrir o que fizemos, dado que enraiveceu bastantes pessoas. É-nos dada completa liberdade a partir do momento em que terminamos o tutorial, e quando digo completa liberdade, digo que qualquer cidade, edifício (excepto os que estão relacionados com a história), ou gruta são acessíveis.

O design de Nexomon apoia-se numa palete vibrante, realçando o clima do local em que nos encontramos e, ao mesmo tempo, captando a atenção do jogador com um ecrã extremamente agradável em termos visuais. Os Nexomons são eles também variados, nunca incorrendo no que parece ser uma cópia rasca de um monstro que tenhamos visto noutra cidade. Não se preocupem, pois o scaling é feito de forma ideal neste jogo. O mesmo não se pode dizer com a progressão da história, pois várias vezes tive de me perder em grinds para conseguir progredir.

Lê mais:  Pulcra Vermis: RE | Análise

Nexomon Extiction

Reinventando as ideias de Pokémon, não existe o famoso PP para utilizar em combate. Existe, sim, um sistema de stamina que nos diz quantos ataques podemos realizar, o que, por um lado, nos alivia porque não temos de andar a comprar os famosos Ether, mas por outro, acabamos por ter de usar os ataques todos na mesma manga.

Como é que capturamos estes Nexomons? Bastante simples e eficaz, tanto os podemos alimentar para que se sintam melhor, ou podemos utilizar uma Nexotrap equivalente ao seu tipo. O bom de Nexomon é que a probabilidade de captura é mostrada no ecrã à medida que vamos conjugando as opções disponíveis. Após termos tudo calculado, somos presentados com uma combinação de botões para concluir a nossa captura.

Nexomon Extiction

Existem bastantes nods à cultura pop, desde os Power Rangers à maneira como os RPG nos fazem realizar tarefas completamentes absurdas, ou mesmo o desafio à lógica em certas quests. O humor deste jogo é algo louvável, pois mantém-nos entretidos à medida que vamos explorando o mundo e a história.

2 Comentários

  1. Boa análise. Gostava de experimentar (Y)
    Só uma pequena correção referente ao 4º parágrafo: não quiseste dizer Palete, mas sim Paleta.
    Palete é uma superfície de madeira utilizada para transporte de cargas. Paleta é a superfície onde se colocam as tintas e cores.
    Foste talvez induzido em erro pela palavra francesa “Palette” 😛 Mas em português é Paleta.

    • Olá Alexandre! Obrigado pelo reparo, foi um erro ortográfico, eu conheço a palavra e já utilizei em outras análises, mas feedback é sempre bem-vindo!

      Ainda bem que gostaste! Se gostas de Pokémon é sem dúvida uma alternativa viável 🙂

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.