Os developers de Inside Limbo estão, supostamente, a trabalhar num projecto de ficção científica, que se encontra-se actualmente em fase de “desenvolvimento de ideias”. 

A notícia foi originalmente relatada pelo site dinamarquês, computerworld.dk, numa longa entrevista com o fundador e director da PlaydeadArnt Jensen, sobre a história do estúdio. Durante o decorrer da entrevista, ele informou que o jogo, que está actualmente a ser trabalhado, irá se desenrolar num universo de ficção científica. 

Jensen disse:

As ideias vêm de todos os lados…

“O próximo jogo será um jogo de ficção científica bastante solitário, algures no universo. 

 

O artigo da computerworld aponta que isso faz parte de uma “fase aberta de desenvolvimento de ideias”, em que um concept art lançado em Janeiro do ano passado pela Playdead, mostra uma figura solitária explorando um meio ambiente sombrio. 

Actualmente, a Playdead tem cerca de 40 funcionários, divididos igualmente entre jovens designers e veteranos experientes da indústria. O artigo afirma ainda que “A Playdead não utiliza qualquer manual de design. Até mesmo o seu calendário anual é muito livre”. Enquanto isso, Jensen comenta que “Especialmente os (designers) experientes acham que é muito fixe que não hajam prazos”. São obrigados a ser completamente auto motivados, para assumir a propriedade do projecto, ajudarem-se e apoiarem-se uns aos outros. “ 

O artigo também revela por que demorou tanto tempo para Playdead seguir o Limbo com o Inside. “Tentamos manter a produção sempre fresca, com novas ideias”, diz Jensen, enquanto Mads Wibroe, produtor da Playdead, aponta. “Não há ninguém que diga: ‘É uma pena que esse jogo não tenha sido terminado, mas deve ser lançado agora.'” 

Portanto, a probabilidade é alta quanto ao tempo que vamos estar à espera do novo jogo da Playdead. O actual objectivo da Playdead é trabalhar para que uma pequena demonstração de jogo seja partilhada internamente em 2019. Como passaram seis anos até ao lançamentos de Inside, depois do Limbo, puxa uma cadeira e espera porque ainda deve demorar um bom bocado.