O nosso herói Mario faz 35 anos. E só de pensar nisso já me sinto velho! Não, não tenho 35 anos, mas só de pensar no tempo “perdido” a jogar videojogos deste ex-canalizador, parece que já vivi duas vidas! No entanto, este tempo investido não só desenhou boas memórias como também me ajudou a fazer novos amigos com quem pudesse partilhar o meu gosto por videojogos.

Em comemoração destes 35 gloriosos anos, a Nintendo decidiu reacender a velas com a chama da nostálgica, anunciando que 3 dos grandes jogos de Super Mario, chegariam até nós: Super Mario 64, Super Mario Sunshine e Super Mario Galaxy, isto num só jogo, entitulado de Super Mario 3D All Stars!

Super Mario 3D All Stars  é nada mais que a compilação dos 3 grandes clássicos, sob a formula de port, onde não temos muitas melhorias para além de termos texturas melhoradas em alta definição. Mas deixa-me falar-te de cada um dos títulos e contar-te a minha experiência:

Super Mario 64

Lançado originalmente em 1996, foi o primeiro jogo de Super Mario a ganhar polígonos, ou seja, ter gráficos tridimensionais. Mas apesar desta novidade, o objectivo continuou a ser o mesmo: salvar a Princesa Peach das garras de Bowser!

O jogo desenvolve-se dentro do castelo de Peach, onde terás que entrar dentro dos quadros, entrando em vários mundos diferentes, que poderás explorar livremente em 3D. Em cada um, terás que obter estrelas consoante atinges certos objectivos. Uma vez que recolhas estrelas suficientes, poderás aceder a novas áreas do castelo, consequentemente permitindo-te entrar em novos quadros. Este processo repete-se até chegar-mos à batalha final contra Browser e salvarmos a Princesa Peach.

Super Mario À primeira vista, para as pessoas jovens que estão habituadas a gráficos de PlayStation 4, isto parece algo horrível. Mas acredita que na altura o jogo era o futuro à vista dos nossos jovens olhos. Contudo, como já referi, este jogo teve algumas melhorias bastante visíveis quando comparado com o seu antecessor, como as texturas e a resolução. Há ainda que destacar que o jogo parece mais veloz, segundo algumas opiniões publicas na Internet. Pessoalmente não tenho meios necessários para comprovar, mas sinto que o jogo está no geral responsivo.

No entanto, há coisas que poderiam ainda terem sido melhoradas, como por exemplo a câmara, que é provavelmente a única coisa que realmente me frustrou durante todo o jogo. Não podermos rodar a câmara em 360º é algo impensável nesta altura, e isto deveria ser uma das grandes prioridades dos desenvolvedores.

Super Mario

No geral, esta foi uma experiência nostálgica de grande valor para mim, já que nunca pude jogar este jogo numa Nintendo 64, sendo que o meu primeiro contacto com o jogo foi na Nintendo DS, aquando do seu lançamento em 2004.

Lê mais:  New Pokémon Snap | Novo Jogo para a Nintendo Switch Anunciado!

Super Mário Sunshine

Este jogo foi um daqueles que não consegui jogá-lo, apesar de ter uma Game Cube. Simplesmente ficou ofuscado pelos vários outros títulos que foram surgindo, mas sempre ouvia de vez em quando o nome a ser pronunciado de aqui e ali. Mas a espera terminou, e não poderia estar mais contente em poder finalmente experimentar este jogo!

Uma coisa a notar logo é no facto de haver bastantes falas por parte das nossas personagens, algo que já não se verifica nos títulos mais recentes, onde apenas ouvimos pequenos sons ou frases muito curtas.

Super Mario

Outra foi a rapidez com que tudo começa, onde nos deparamos com Mario e Peach a terem as suas férias arruinadas na ilha tropical de Delfino, quando vêem que a mesma foi vandalizada por um misterioso Mario sombrio, que deixou tudo cheio de tinta. Mas se tudo já parecia mau, Peach é mais uma vez raptada, oh não!

O objectivo do jogo acaba por ser o mesmo que o seu antecessor Super Mario 64, onde teremos que aceder a locais remotos e obter estrelas (Shine Sprites) para alcançarmos novos locais no jogo, e eventualmente chegar ao climax da aventura.

Super Mario

No que toca às mecânicas, a principal está no Flash Liquidizer Ultra Dousing Device (F.L.U.D.D.), uma espécie de mangueira que Mario utilizará para limpar todas as áreas de Delfino, bem como acabar com os inimigos que se oporem.

Sinto que esta obra tenha sido algo controversa, pois acredito que nem todos possam gostar deste tipo de mecâncias, até porque esta exige algum tempo de habituação. Até eu mesmo tive (e por vezes ainda tenho) dificuldade em controlar esta mangueira tecnológica. Contudo, foi uma das maneiras da Nintendo inovar e levar ao jogadores uma experiência de jogo diferente e refrescante!

Super Mario Galaxy

Super Mario Galaxy foi um dos melhores jogos que alguma vez joguei. Lançado em 2007, o jogo teve a sua estreia numa das consolas mais inovadoras da altura, a Nintendo Wii. Graças aos seus controlos por movimentos, a experiência de jogo que Super Mario Galaxy proporcionou foi absolutamente brilhante, divertida e apaixonante.

Super Mario

Em termos de história, a cantiga é a mesma: Todos muito felizes, Bowser chega e rapta a Peach. Mas desta vez Mario, ao tentar salvá-la, vê-se lançado para o espaço. Acordando num pequeno planeta, Mario acaba por ser conhecer uma estrela, Luma, que lhe ajudará a resgatar a Peach. Ao mesmo tempo Mario terá que ajudar a Princesa Rosalina a recuperar o seu observatório, colectando estrelas que poderão ser encontradas em vários planetas.

Lê mais:  Nintendo Direct | Nova emissão dedicada aos 35 anos de Super Mario cheia de Surpresas

As mecânicas, como já referi anteriormente, estão muito boas. Estas envolvem físicas como a gravidade que nos permitem atravessar de planeta em planeta e percorre-los em todas as direcções.

E como este jogo dá muito uso ao sistema de ponteiro no ecrã, a Nintendo adaptou o mesmo aos Joy-Con, sendo então possível simular os gestos e funções do tradicional comando da Nintendo Wii. Aliás, no modo portátil, darás uso ao ecrã táctil da consola, não havendo necessidade de usar os Joy-Con separados da consola.

Super Mario

A nível gráfico, este é o jogo com o melhor aspecto dos três. Não só pelas suas texturas mas também pelos 60 frames por segundo que este nos garante, tornando o jogo super fluído. Isto acompanhado de uma das bandas sonoras mais lindas de sempres!

A música sempre contigo

Todos estes jogos vêem acompanhados das suas bandas sonoras, que poderão ser ouvidas no menu principal do jogo. Como é obvio, elas estão divididas por jogo e poderão ser apreciadas quando quiseres e onde quiseres, e não me canso de dizer isto!

Super Mario 3D All Stars

Para terminar, tenho que agradecer a duas pessoas, cuja sua criatividade e representação traçaram o caminho do sucesso deste nosso herói de jardineiras azuis, que uniu amigos e famílias há já mais de três décadas. Um muito obrigado Shigeru Miyamoto pela sua capacidade de imaginação e criatividade. E por fim, um outro muito obrigado a Charles Martinet, por ter dado voz não só ao nosso herói, mas a todas as outras personagens que completam este mundo de fantasia que nos continua a encantar, ano após ano!

Mas vale mesmo a pena?

Ao olhos de muitos jogadores e fãs, sabemos que apesar destas melhorias introduzidas nestes jogos, o que realmente se queria era uma remake, refazendo os jogos do zero, adaptando-os por completo à era moderna. Contudo, compreendo que a intenção seja mostrar aos mais novos um pouco de cada era, monstrando a evolução gráfica da mesma durante dos vários anos.

Super Mario

Super Mario 3D All Stars já se encontra disponível nas lojas e na Nintendo eShop, por um período limitado, sendo que estes deixarão de ser produzidos a partir do dia 31 de Março de 2021 e retirados da Nintendo eShop.

Qual foi o jogo de Super Mario que marcou a tua infância?

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.