Em celebração do espírito do Halloween, chegou à Nintendo Switch um videojogo muito misterioso e peculiar. The Room, desenvolvido pela Fireproof Games, chegou até nós através da Team 17 neste port para a híbrida nipónica. 4 anos após o seu lançamento original, The Room prepara-se para receber o seu 3º título já no mês que vêm. E enquanto esperamos, deixamo-te conhecer este jogo de quebra-cabeças misterioso.

Lê mais:  Tony Hawk's Pro Skater 1 e 2 | Sabe Tudo sobre os Remasters Anunciados

História

The Room, é um videojogo atmosférico onde o jogador é convidado a resolver puzzles de forma interactiva e meticulosa, para desbloquear um cofre misterioso que lhe foi deixado, num sótão abandonado (e talvez assombrado). O seu dono anterior desapareceu sem deixar rasto, e este cofre é agora o único meio que nos poderá levar ao seu paradeiro. Que experiências e que pesquisas, terá este herege levado a cabo? O que será que ele descobriu por fim, antes de desaparecer? Que símbolos estranhos são estes que nos rodeiam e que parecem pertencer a uma linguagem de um outro mundo? Numa nota, foi te deixada a promessa de que uma descoberta valiosíssima te espera, selada dentro deste cofre enigmático que procura por-te à prova. Só aquele que for capaz de desvendar o mesmo, se revelará merecedor de todo este conhecimento que está prestes a receber.

…Achas-te confiante o suficiente para enfrentares este desafio? The Room é de facto muito misterioso, com uma atmosfera de cortar à faca. A história aqui, é só mais um mistério suplementar a todos os enigmas que tens para resolver.

The Room

Lê mais:  BPM: Bullets Per Minute | Análise

Jogabilidade

Este é um jogo para ser jogado preferencialmente num ecrã táctil. Pois permite-te explorar de forma meticulosa os seus puzzles de 3 dimensões, mexendo nos objectos da forma mais palpável, e tornando a sua experiência a mais realista possível. Estes puzzles, são bem capazes de te deixar com a cabeça às voltas durante um bom bocado. No meu caso, decidi guardar este jogo para uma noite, e digo-te que não consegui dormir até o acabar. Tudo aqui tem uma linha de raciocínio que fluí e interliga as várias secções do cofre, pelo que se és fã de enigmas como eu, ficarás facilmente viciado a seguir todo este mistério. Algumas peças serão mais óbvias que outras, mas isto é só para descongestionar o ritmo do jogo e tirar o foco dos quebra-cabeças centrais, que são onde todas essas peças colidem.

The Room

Lê mais:  The Complex | Análise

Arte

Com uma atmosfera envolvente, The Room deixa-te ver a respiração a embaciar o ecrã com o suspense e o arrepio que ameaça a espinha. A banda sonora é sem dúvida o elemento mais crucial para este efeito, e nunca nos abandona com o seu tom misterioso. Inserindo-se num mundo tridimensional, com texturas realistas e uma iluminação mística, nunca consegui-mos desviar os olhos deste cofre. Este é também um elemento delicioso da apresentação do jogo que nos deixa sempre expectantes em relação ao que poderá estar-se a esconder nas sombras deste sótão, levando o jogador a perguntar-se se está a ser observado. Devo dizer que gostei bastante de jogar este jogo e fico ansiosa por experimentar os próximos capítulos.

The Room já está disponível para Nintendo Switch, Android e IOS e na Steam para PC.

Conclusão da Análise
Um enigma delicioso!
9.0
Cedo me apaixonei pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou-me pelo caminho da Pós-Produção e da organização de Eventos de cultura pop, mas o meu tempo livre, dedico-o a ti e à Squared Potato.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.