Desenvolvido e publicado pela Team17, The Survivalists é um jogo de sobrevivência onde enfrentas as peripécias da mãe Natureza e descobres um mundo de segredos surpreendentes. Um conceito que já é bastante familiar aos jogadores, com Green Hell, The Forest, Stranded Deep entre os títulos me vêm agora à memória. Contudo, The Survivalists destaca-se por nos trazer um registo gráfico completamente diferente destes, em pixel art, e com perspectiva aérea. 

Com algumas vibes da saga The Escapists, e prometendo o dobro da diversão, foi difícil não me deixar seduzir pelo seu charme logo ao primeiro trailer e, sendo um jogo da Team17, já todos sabemos ao que vamos. Mas deixemo-nos de macacadas! Vamos então à análise!

História

Como já é receita para este sub-género, despertas para esta aventura após um naufrágio, e vês-te sozinho numa ilha sem qualquer orientação de para onde seguir, apenas sabendo que tens de sobreviver. Através de um tutorial, algo irritante e disruptivo, vais aprendendo as bases do jogo, nomeadamente a mecânica de crafting, bem como conhecendo as ferramentas e matérias-primas. Mas isto não é tudo… de todo!

Metros mais à frente, deparamo-nos com uma cara amigável que, em troca de uma pequena ajuda nossa, promete seguir-nos e ajudar-nos com tudo o que precisarmos. Falo de um macaquinho como muitos outros que poderás encontrar ao explorares o mapa, e recrutar para a tua “tribo”. Se não for a troco de ajuda, muitos irão pedir-te comida. No entanto, após recrutados podes ensiná-los a fazer todas as tarefas mais aborrecidas e chatas, o que recompensa bastante, pelo que prepara-te para seres o Rei da macacada! 

O macaco vê, o macaco imita.

Mecânicas

Esta é, sem dúvida, uma ideia hilariante, mas igualmente muito bem-vinda ao conceito de The Survivalists, pois se há algo que me aborreceu neste jogo, foi o sistema de energia e saúde que tens de vigiar para realizar as acções.

Lê mais:  Crash Bandicoot 4: It’s About Time | Jogo Oficialmente Anunciado

Tudo bem, tens de ter uma forma de medir a saúde e o cansaço da tua personagem, como em qualquer jogo deste género, mas ainda assim achei este o mais limitador. Especialmente na parte da saúde, visto que tens um medidor que desce muito rapidamente, e logo a tua personagem fica à beira da morte por fome. Com ciclos de dia e noite algo curtos, a início dei mais por mim a procurar recursos para fazer comida e constantemente a consumir do que produzia, do que mais propriamente a explorar livremente a ilha.

The Survivalists Team 17

À parte disto, vais desde cedo ter vontade de estabelecer a tua base de operações, servindo a mesma de abrigo (quando não invadido e saqueado pelos inimigos), armazém (porque o teu inventário é muito reduzido), e de local para elaborares as criações mais complexas, que são impossíveis de criar on the go. Com isto, tens mapas de crafting que vais desbloqueando a cada nova tile que consigas construir. Digo mapas no plural porque construções diferentes têm propósitos de crafting diferentes, como o sítio onde fazes a comida, e onde tens uma boa variedade de receitas por desbloquear. Igualmente numa fornalha, ou numa mesa de construção, podes encontrar receitas muito diferentes, como no primeiro onde podes trabalhar o vidro, e no segundo onde podes criar uma maior diversidade de ferramentas mais resistentes.

Tendo uma boa gestão de recursos como base, podes partir então à descoberta de cavernas, labirintos, tesouros, locais de interesse, e inevitavelmente, de inimigos. Para além da fauna selvagem, existem também alguns inimigos armados, que representam algum desafio a derrotar se não tiveres armas decentes para combater. Aqui neste ponto, vais gostar de saber que se morreres, todo o teu inventário permanece no local da tua morte para que o possas reaver posteriormente. Sim, todo o teu esforço e tempo a reunir recursos nunca será desperdiçado. 

The Survivalists Team 17

Ainda em termos de exploração, após construíres uma jangada, poderás descobrir novas partes do mapa. No entanto, viver uma aventura destas com imensas surpresas ao virar da esquina, pede para ser jogada com amigos, como é muito característico dos jogos da Team17. Isto porque apesar deste ser um jogo que distraí quando não tens mesmo mais nada para fazer, e até me vejo a jogar novamente, de vez em quando, o mesmo rapidamente se torna aborrecido quando jogado a solo.

Ainda voltando ao aspecto do co-op, saliento a importância da comunicação. Apesar do sistema de emotes ser algo funcional (e a única opção na Nintendo Switch), não há nada melhor do que jogares com até mais 3 amigos e puderem-se coordenar por voz. Infelizmente, não é possível jogarem todos na mesma consola. 

The Survivalists Team 17

Por fim, há só uma última e desafiante construção que te levará a desenvolveres um rumo e propósito, e que te coloca na rota de descobrires o derradeiro final do jogo

Com uma arte vibrante e desenho pixel art, The Survivalists consegue servir-nos com animações competentes, e uma banda sonora synth wave que consegue exaltar o espírito do jogador com um bom punhado de faixas.

Lê mais:  Playstation Plus Outubro de 2020 | Need for Speed Payback e Vampyr!

The Survivalists já está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e na Steam para PC.

Conclusão da Análise
Poucas bananas.
7
Cedo me apaixonei pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou-me pelo caminho da Pós-Produção e da organização de Eventos de cultura pop, mas o meu tempo livre, dedico-o a ti e à Squared Potato.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.