Diz-se que as verdadeiras guerras são travadas dentro de um bunker ou em frente a uma secretária, o que em parte pode ser verdade, no entanto, mais importante do que quem as trava, são quem as vive. This War of Mine (TWoM) baseia-se num grupo de cidadãos comuns presos num país em guerra. Embora alguns tenham aptidões que ajudem à sobrevivência, não são de todo heróis ou soldados, viviam uma vida tranquila e neste momento encontram-se sob possível bombardeamento. É o nosso trabalho (e dever) guiá-los no caminho certo.

Encarnamos aqui um verdadeiro super-herói. Normalmente somos a pessoa que ajuda um transeunte, mas aqui somos as pessoas que precisam de ajuda, e é o nosso trabalho ajudar.

Lê Mais:  Pokémon Let's Go, Pikachu! / Eevee! | Novo Pokémon Mítico Revelado!

Conceito

Para quem já jogou a série Tales of, estará mais que à-vontade com TWoM, visto que este é meramente um point and click do ponto de vista da jogabilidade. Dentro desta jogabilidade teremos vários tipos de acções, como pilhar ou bater em pessoas. É verdade que parece simples demais, no entanto, simples não é sinónimo de fácil.

Teremos de tomar decisões de apertar o estômago, levando a inseguranças sobre o rumo do grupo, que é o que torna TWoM tão viciante. A aliança que temos entre a simplicidade da jogabilidade e a tensão das decisões que temos pela frente.

Além da tensão, temos as consequências dessas mesmas decisões. Temos como exemplo a morte de alguém do grupo, algo que causa um impacto emocional tão forte que essa pessoa acaba por ficar cicatrizada emocionalmente, não tendo a mesma força que tinha ao início. E, quando a missão falha, volta tudo à estaca zero.

À medida que vamos progredindo, o grupo vai reforçando a confiança (caso não tenha acontecido algo dramático), sendo que passamos a poder explorar mais localizações. Estas, no entanto, variam entre si. Como, por exemplo, um edifício abandonado com poucos recursos ou um apartamento cheio de criminosos que representa um Fort Knox da sobrevivência.

Deparar-se-ão com, por exemplo, um casal cuja senhora idosa necessita da medicação para sobreviver. Todavia, ao retirarmos os medicamentos à senhora estamos praticamente a levá-la à guilhotina.

Lê Mais:  Sekiro: Shadows Die Twice | Novo Trailer Mostra-nos Mais Detalhes Sobre O Jogo

Jogabilidade

Cada recomeço apresenta novas personagens e novas localizações, o que refresca o estilo de jogo que adoptamos a cada playthrough, fortalecendo a replayabillity para que o jogador não sinta que terá sempre o mesmo desfecho.

Os visuais enquadram perfeitamente no estilo de jogo, apresentando um estilo 2D, com uma palette de cores sombria. Os gráficos em si não são o topo de gama. No entanto, neste tipo de jogos menos é melhor, pois o importante é salientar as personagens que temos de ajudar, ao invés do mundo em que se encontram. Aliados a uma banda sonora igualmente solitária, estes elementos amplificam o impacto que cada decisão que tomamos tem.

Isto não é um videojogo onde se possam refundir dos pesos-pesados. Não serve para nos acalmar nem para nos alegrar. É um videojogo com peso emocional que, dada a nossa imersão, irá afectar o nosso estado de espírito. Além deste peso, teremos também a vertente intelectual do jogo, que vai puxar pela nossa capacidade em organizar uma equipa cujas especialidades são mínimas, pelo que teremos de aprender em pouco tempo como dividir quem com o quê.

Lê Mais:  Starlink: Battle For Atlas | Análise

Conclusão

Uma tese sobre como gerir recursos humanos misturada com o dilema de optar entre o bem pessoal e o bem maior, TWoM traz-nos uma experiência assustadora, pondo em causa as nossas crenças e prioridades. Ensina-nos que, para recebermos, teremos de dar, testando o limite do que oferecemos ao mesmo tempo que testamos os limites do que conseguimos obter.

This War of Mine já se encontra disponível nas plataformas Steam (PC e Mac), PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.