Depois do sucesso de Unravel em 2016,  Unravel Two foi lançado para outras plataformas, mas só agora chegou à Nintendo Switch.

Com o peso da obra-prima que foi o jogo inicial, terá a sequela (se é que disso se trata) estado à altura das expectativas dos fãs?

Lê mais:  Jogos PT | LandScape é o Primeiro Projecto do Estúdio CloverDot Studios

Unravel é mágico. Uma das mais poderosas experiências que tive em termos de Gaming, e acreditem que já ando nisto há algum tempo. Conquistou-me à primeira vista, mesmo antes de mergulhar nos mares de lã e na profunda história subtilmente narrada.

Cenários, personagens, narrativa e banda sonora; todos os elementos foram criados com delicadeza, amor e com a máxima qualidade. Sim, porque conseguimos perceber (e bem!) quando um trabalho é feito com significado, amor e dedicação.

As expectativas eram altas para este Unravel Two, especialmente quando soube que chegaria à Nintendo Switch.

O conceito, contudo, mantém-se: os laços que nos unem e que definem as relações que estabelecemos com os outros. De amor, perda, saudade e entre-ajuda, para além de outros mil e tantos significados que possamos retirar desta aventura.

A principal diferença nesta sequela é, sem dúvida, a presença de dois Yarnys (os pequenos bonecos de lã) e o modo de multi-jogador local.

Um elemento aparentemente simples, dispensado com frequência em criações recentes e altamente produzidas. Aqui, no entanto, faz toda a diferença.

Unravel Two

Lê mais:  PlayStation Store | Duplos Descontos em Títulos PS4 até 10 de Junho

Com o multi-jogador local, a Coldwood Interactive (que desenvolveu ambos os jogos) transpõe então para fora do ecrã a mensagem do jogo.

Unravel Two recorre frequentemente a dois Yarnys para solucionar puzzles e ultrapassar obstáculos. Aliás, o trabalho de equipa é necessário e não opcional, mesmo no modo individual.

Este elemento, conjugado com o multi-jogador, torna a experiência de jogo ainda mais real, emotiva e envolvente.

Mais Yarnys, mais níveis, a mesma essência

Unravel Two desenrola-se em sete níveis, oferecendo alguns desafios extra, uma novidade relativamente ao título anterior. É novamente minimalista nos efeitos, mas altamente atento ao pormenor da arte.

Explora mundos interiores através de mundos exteriores, de memórias e sentimentos como, por exemplo, a saudade ou a nostalgia… E eis um ponto que o coloca imediatamente à frente de muitos best-sellers desprovidos de conteúdo e mensagem.

Unravel Two

Lê mais:  The Isle of Armor | A Aventura em Galar Continua

A destacar de positivo em Unravel Two? Sem dúvida, o multi-jogador local e a evolução na experiência de jogo, agora com movimentos mais leves e precisos.

Apesar da elevada fasquia que tinha pela frente, não posso dizer que o jogo desiludiu.

A banda sonora assume novamente um papel absolutamente fundamental. Neste ponto, contudo, considero a do original superior, encaixando-se de forma brilhante na narrativa da história. Neste segundo jogo, temos mais ação e, como resultado, uma banda sonora mais ritmada e com menos impacto emocional.

A nível geral, Unravel Two é indiscutivelmente obrigatório para todos os fãs de Unravel.

Uma sugestão para quem gosta de apreciar o jogo como um todo e de se envolver em histórias e universos através da música, da narrativa e do detalhe.

Lê mais:  Captain Tsubasa: Rise of New Champions | Jogo Anunciado para 2020

Emocionante e misterioso, este segundo título de Unravel volta a trazer-nos uma história que cada um perceberá de forma diferente. E é mesmo essa a sua magia, o que o torna especial.

Unravel Two está disponível na Origin para Microsoft, assim como nas consolas PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

Conclusão da Análise
Mágico, nostálgico e envolvente.
9.2

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.