OVacation Simulator arranca com um lobby muito semelhante àquele que nos é introduzido nos momentos iniciais de Job Simulator.

Sendo passado no mesmo universo da Owlchemy Labs, onde os robôs procuram construir simulações e documentar em detalhe o quotidiano da vida humana (já extinta à data deste universo), até não é de estranhar tantas semelhanças. Isto porque, visto que Job Simulator introduziu estes robôs às profissões mais populares da nossa espécie, era só uma questão de tempo até que estes desejassem, também, descobrir o que é que os humanos faziam nas suas horas livres, fora do trabalho.

Anos de pesquisa e muitas re-locações de banda larga trouxeram-nos, então, finalmente, até aqui. A uma simulação onde podemos ir de férias com toda a descontracção de estarmos dentro de um dispositivo de Realidade Virtual em nossa casa. Este é o ponto de partida para visitarmos as três localizações principais, presentes em Vacation Simulator: a Praia, a Floresta, e a Montanha.

Vacation Simulator

Desde já, estas três localizações foram uma escolha sensata da Owlchemy Labs, pois apesar da pouca quantidade das mesmas, foi a qualidade e diversidade de experiências inerente nas mesmas que me vendeu o conceito do jogo. Encontramos aqui toda a gama de experiências que procuramos ter quando metemos férias e vamos viajar. E a boa notícia é que não temos de levar com a fadiga de as vivermos mesmo na vida real.

Digo isto, até porque sou Algarvia, e não me posso dar ao luxo de aproveitar umas férias descansada a usufruir da praia na minha própria terra, pois é de loucos metermo-nos numa praia no Algarve em pleno Verão… Outra é também a fadiga consequente do calor abrasador que se faz sentir nessa altura do ano. Pondo isso tudo em cima da balança, posso até ser sincera e dizer que já há bem muito tempo não relaxava perto de uma praia, com a descontracção com que joguei esta experiência.

Lê mais:  In Death: Unchained | Superbright Traz In Death para Oculus Quest

A Praia… sem o DiCaprio

Pegando no exemplo desta localização da Praia passo a explicar como é que o jogo funciona.

Vacation Simulator

Aqui encontramos uma pequena área que podemos explorar, com uma cascata refrescante sob um sol abrasador, onde alguns robôs nos propõem side-quests para completarmos. Estas envolvem tarefas como brincar na água, fazer uns grelhados, tirar umas fotos, ir buscar uns refrigerantes, passar um creme protector solar… Tudo tarefas que fazem trigger a memórias que estamos muito habituados a cultivar no Verão, e com as quais nos podemos identificar.

Concluído um x número de tarefas, uma nova área dentro da Praia passa a estar disponível: a zona de mergulho sub-aquático em alto mar. Aqui somos desafiados a tirar fotografias a espécies marinhas e a completar alguns puzzles debaixo de água. Esta é, portanto, uma área especial dentro da Praia e, à semelhança desta, outras aparecerão tanto na área de Floresta como de Montanha, sendo sempre o objectivo ambientar-nos com tarefas com que nos possamos identificar.

Escolhe o teu tipo experiência preferida e vai de Férias sem saíres de casa!

Desde já, posso adiantar que a minha área preferida das três foi a da Floresta. Pessoalmente, estou farta das praias (apesar de não conseguir passar sem ir de vez em quando lá dar uma vista de olhos ao mar), e quanto à Montanha… Eu. Detesto. Climas. Gelados.

Vacation Simulator

Já na Floresta, tudo foi tão perfeito e relaxante… O barulho da natureza, um riacho mesmo ali ao lado, um horizonte verdejante e vivo a entender-se bem à nossa frente… De noite, as estrelas, e as luzes nas tendas de acampamento a dançar… É oficial, pessoal: preciso de umas férias destas, e esta vai mesmo a negrito.

Aqui, nesta área, as tarefas eram mais focadas em hobbies, como a pintura paisagística, jardinagem, e pesca, por exemplo. Algo que me trouxe umas vibes da minha experiência no Quetzal Nerd Camp cá em Portugal (um acampamento só para pessoal Geek).

Lê mais:  Dreams | Nova actualização traz Halloween ao mundo dos sonhos

Vacation Simulator

Por acaso, os acampamentos até que eram o meu tipo de férias preferido quando era pequena. Chegávamos a pegar numa carrinha e a seguir caminho de Sul a Norte a acampar e a visitar pontos de interesse pelo país inteiro.

Lá veio a Owlchemy Labs abrir-me apetites que não tinha há algum tempo…

Duração e Re-jogabilidade?

Vacation Simulator

Vacation Simulator foi, sem dúvida, uma experiência relaxante de se jogar nos Oculus Quest, mas que tive de acelerar para poder trazer-te esta análise. Assim sendo, posso dizer-te que, se quiseres ser rápido a desbloquear as áreas todas desta experiência (fazendo o número mínimo de side-quests exigido), podes contar com cerca de 3 horas de jogo, sendo que cada área leva em média uma hora a concluir minimamente os requisitos para desbloqueares a próxima.

Embora algumas side-quests que envolvem tarefas mais ao estilo moço-dos-recados deixem de ser rejogáveis, tenho, ainda assim, em boa consideração a replayability de Vacation Simulator. Pois tarefas como cozinhar, que já eram engraçadas de se realizar no Job Simulator, fazer desporto aquático, pintar, e etc., estarão sempre disponíveis para acederes quando quiseres voltar a visitar estes pequenos paraísos.

Vacation Simulator já está disponível para PlayStation VR, Steam VR, Oculus Rift e Oculus Quest.

Conclusão da Análise
Indo de férias.
7.5
Cedo me apaixonei pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou-me pelo caminho da Pós-Produção e da organização de Eventos de cultura pop, mas o meu tempo livre, dedico-o a ti e à Squared Potato.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.