Eis que já tenho em mãos o terceiro ( e último ) episódio da saga Vader Imortal: Uma Série da Guerra das Estrelas Em RV – Episódio 3. Este é o culminar de todo o build-up sentido nos episódios anteriores, por isso prepara-te, pois a aterragem desta saga vai ser no mínimo atribulada…

Lê mais:  VR Awards | Fica A Conhecer Os Finalistas Deste Ano

Desde já, quero salientar que a ILMxLAB parece ter ouvido algumas das críticas lançadas ao episódio anterior. Não é que esse tivesse sido muito mau do ponto de vista da qualidade do seu conteúdo, de todo, mas para uma saga em realidade virtual, que cobra por cada novo episódio lançado desta curta experiência, existem de facto mínimos a cumprir. Pelo que fiquei de facto com um gostinho muito amargo ao saber que foi cobrado tanto dinheiro pelo segundo episódio quanto pelo primeiro (10€), como mencionei na análise do mesmo. Isto porque apesar do segundo deter imensa informação nova para absorvermos, foi mais curto em conteúdo e inevitavelmente em horas de jogabilidade, que o primeiro.

No entanto, eis que chegamos ao episódio final, e vejo um valor mais agradável aos jogadores, que faz justiça à brevidade de conteúdo que antecipava para este final. Menos mal, mas agora vamos ver se de facto este rende alguma coisa de jeito.

Vader Imortal Oculus Quest

Lê mais:  In Death: Unchained | Análise

Como já se antecipava, sendo este o episódio final, o mesmo tem como propósito colocar-te frente a frente com o próprio Darth Vader. Relembro que o último acontecimento do episódio anterior deixou-nos “apeados” numa gruta subterrânea em que tivemos de enfrentar uma criatura monstruosa. No entanto, eis que com alguma ajuda, conseguimos escapar. E apesar de tudo, ainda conseguimos render 20 minutos deste terceiro episódio, com uma boa dose de combate e adrenalina à mistura, antes de chegarmos propriamente ao Vader em pessoa.

Liberdade De Combate

Desta vez, sentes alguma pressão no que toca ao combate. Pois este episódio requer que tenhas em atenção que os Stormtroopers estão a chegar-se cada vez mais perto, e que com isto, é preciso usar a força e o sabre de luz praticamente ao mesmo tempo. Com os inimigos a sentirem-se mais próximos e a moverem-se mais organicamente (dado que até então só defrontámos máquinas cujos movimentos são mais fáceis de antecipar), até parece que aquelas lições do Dojo I foram uma brincadeira de crianças. Disto, há que sublinhar a destreza de combate que é totalmente confiada em ti. Não há uma forma de enfrentar cada combate, há varias, e depende inteiramente de ti escolheres se queres utilizar o sabre, a força, ou até o próprio cenário contra o teu adversário.

Vader Imortal Oculus Quest

Lê mais:  Star Wars | Taika Waititi Assume a Direcção do Próximo Filme

O Confronto Final Com Darth Vader Foi Desapontante

Contudo a dificuldade não escala muito mais que isto, o que me desapontou bastante, e deitou para mim este episódio por terra. Passo a explicar o porquê. Senti-me meio que insultada, substimada e enganada, pois após todo este percurso de três episódios, eis que chegamos ao momento de sentirmos o calor do nosso sabre a cruzar-se com o do todo e poderoso Darth Vader, e percebo, que é estupidamente fácil derrotá-lo. A batalha mais efusiva, o verdadeiro espectáculo que vendeu esta saga, o combate fervoso com um dos maiores vilões da história da ficção, e que nos motivou a lançar-mo-nos sobre esta jornada, é quase anedótico!

Tive de reverificar a dificuldade do jogo mas é mesmo real, e não há forma nenhuma de tornar este combate minimamente renhido. O facilitismo é tal que basta-me bloquear uma estocada e jogar o meu sabre ao peito do Lord Vader para que este comece a fraquejar…Umas repetições deste exercício de esgrima e ele está de rastos. É claro que não o podemos matar, dada a continuidade da história e sendo esta experiência em VR canónica, mas… meio que fere os sentimentos de qualquer fã de Star Wars ver este facilitismo e tanta vulnerabilidade. Mancha a imagem que todos temos do grande e poderoso Lord Darth Vader.

Vader Imortal Oculus Quest

Lê mais:  The Curious Tale of the Stolen Pets | Análise

Um Final Previsível Mas Competente

Sobre a forma como esta história encerra, óbvia e previsível, é necessário entender que uma experiência destas nunca poderia encerrar de uma forma muito complexa. No entanto, este enredo até que fez um trabalho competente e interessante, que cativou-nos a segui-lo até ao fim, sem entrar em grandes detalhes. Trouxe-nos a sensação de novidade e frescura, e deixou-nos como se houvesse uma certa continuação, não ao estilo “e foram feliz para sempre”, mas mais ao estilo “e partiram rumo a novas aventuras”.

O Derradeiro Dojo III

Como não poderia deixar de ser, este episódio é também acompanhado por um novo modo de jogo, o Dojo III. Este é o derradeiro Dojo, onde és posto à prova em lições que te fazem enfrentar pequenas waves de stormtroopers, para além dos robôs que já conheceste dos modos de jogo dos episódios anteriores. Algo a que vale a pena voltar de vez em quando.

Vader Imortal: Uma Série da Guerra das Estrelas Em RV – Episódio 3 já está disponível para as plataformas Oculus.

Conclusão da Análise
Minimamente Competente
6.4
Cedo me apaixonei pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou-me pelo caminho da Pós-Produção e da organização de Eventos de cultura pop, mas o meu tempo livre, dedico-o a ti e à Squared Potato.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.