Hoje trago-vos um jogo pouco conhecido que saiu nos tempos da grande Playstation 2, desenvolvido por um estúdio que faz quase três décadas na indústria, e que nos trouxe uma das séries mais revolucionárias do género de Stealth de sempre.

Falo de Kamiwaza: Way of the Thief, um jogo lançado somente no Japão em 2006, para a Playstation 2, que foi remasterizado para as plataformas modernas. Para os curiosos, este jogo foi desenvolvido pela Acquire Corp., que nos trouxe a clássica série de Stealth Oriental Tenchu, e também outras séries de nicho de qualidade como Way of the Samurai e Akiba’s Trip.

Dar tudo pela família

Kamiwaza: Way of the Thief é um jogo com uma premissa focada. Tomamos o papel de Ebizo, um ladrão nobre que rouba dos ricos para dar aos pobres, que teve de deixar a sua “carreira” devido a um evento que traiu as suas morais.

Após uma década, Ebizo encontra-se a viver uma vida honesta com a sua filha Suzuna. Infelizmente, um azar bateu-lhe à porta, e Suzuna ficou extremamente doente, precisando de medicina com bastante urgência para poder recuperar.

Devido a esta situação, Ebizo vê-se forçado a voltar às suas raízes, pegando no seu saco e máscara e indo para as ruas de Mikako. O ladrão nobre está a de volta, com a missão de salvar a sua filha a todo o custo.

Kamiwaza-1  

O jogo foca-se em vários aspetos para proceder a história, com o Ebizo a ter de descobrir um pouco do que verdadeiramente aconteceu no passado, juntamente com tentar manter a Suzuna medicada. Penso que há um bom sentimento de urgência juntamente com a curiosidade pessoal de Ebizo, que nos ajuda a entrar um pouco mais no papel da personagem e no que a mesma sente.

Sorrateiramente, com estilo e alguma ação

Mecanicamente, o jogo tem algumas semelhanças com outros jogos da equipa, mas dá o seu toque único que o diferencia. Apesar de ser considerado um jogo de Stealth, há várias mecânicas adicionais que encorajam o jogador a ser um pouco mais aventureiro e arriscar.

A base do Stealth é bastante simples, com Ebizo a poder agachar-se para não fazer barulho, fazer um dodge acrobático, saltar e até dar um salto mais alto. Também tens uma série de acessórios e itens que podes usar, como um explosivo que distrai os guardas, ou algo simples como uma bola de arroz para te curares. Em termos ofensivos, tens um botão para atacar, que não serve de muito se tentares atacar os guardas, mas irá ser a tua forma de poder roubar os objetos no cenário, bem como para poderes fazer pickpocketing.

Kamiwaza-2  

Algo interessante que podes também fazer, é largar o teu saco no chão, podendo pontapeá-lo, isto é uma boa forma de fazer um guarda cair no chão, ficando desabilitado por um tempo, ou também podes usá-lo como uma distração, fazendo com que os guardas fiquem focados no teu saco. Caso queiras o saco de volta, podes simplesmente carregar num botão, e Ebizo utilizará o poder da “força” para puxar o saco até ele.

Enquanto roubas objetos, irás reparar que os mais valiosos irão custar mais a apanhar, tendo uma barra de “vida” acima deles. É preciso também ter cuidado com o quão cheio o teu saco está, pois se não tiveres mais espaço, não irás conseguir roubar mais nada até o esvaziares.

Lê mais:  Eiyuden Chronicle: Rising | Análise

Onde Kamiwaza: Way of the Thief se diferencia um pouco do género é com o sistema de “just stealth“. Este sistema envolve fazeres um dodge numa janela de tempo antes de um guarda te ver, de modo a evitares a deteção e poderes avançar como se tivesses simplesmente desvanecido. Este sistema é bastante criativo, pois não só ganhas Style Points, como também consegues roubar objetos no cenário com muito mais facilidade num combo, sendo apenas preciso um ataque para o fazeres. Estes combos são bastante úteis, pois irás receber ainda mais Style Points para poderes comprar habilidades adicionais.

Kamiwaza-3  

Estas habilidades que poderás comprar são bastante úteis, e algumas até serão usadas mais tarde em várias missões, como por exemplo uma habilidade onde podes usar as mãos e os pés como suporte em duas paredes juntas, sendo bastante útil para subires para um andar acima.

Estes sistemas, quando usados em conjunto, são bastante satisfatórios. Quando passas por uma série de guardas com vários “just stealth“, enquanto roubas um edifício inteiro em segundos, tudo sem seres descoberto, sentes-te quase como invisível.

Kamiwaza: Way of the Thief exige bastante que tenhas um extremo cuidado para não seres descoberto, focando a utilização do teu disguise, um lenço que tapa a tua cara, de modo a ninguém te conseguir ver a cara caso te detetarem. Se fores detetado muitas vezes ou se virem a tua cara, irás reparar em vários posters espalhados pelo mapa. Estes posters são Wanted Posters, que contêm uma pintura da tua cara, e, há medida que vais sendo mais descoberto e os guardas e pessoas se apercebem mais de ti, a cara no póster ira-se aproximar cada vez mais da cara de Ebizo.

Kamiwaza-4  

Caso tenhas o nível mais alto nos posters, os civis e guardas da cidade iram-se aperceber de ti mais facilmente, e irás ter mais problemas a manter-te anónimo quando viajas inocentemente pela cidade, portanto é bastante importante manteres-te o mais anónimo possível. Caso repares que a pintura se aproxima mais da cara da personagem, podes tentar roubar os posters sorrateiramente, fazendo com que a perícia da pintura vá descendo.

Nem sempre precisas de usar o disguise, se estiveres a viajar pela cidade com um saco vazio, irás reparar num círculo por baixo do logotipo do teu saco. Este círculo, quando se encontra verde, significa que te encontras numa zona pública sem perigo de seres atacado pelos guardas. Caso entres numa propriedade privada, coloques o teu disguise, ou tenhas o teu saco com um certo tamanho, irás reparar que o mesmo círculo irá mudar para vermelho, indicando que, caso um guarda te veja, irá tentar deter-te.

Algo que achei um pouco inconsistente por vezes foi o “just stealth“. Penso que por vezes acertei no timing correto, mas o jogo decide ignorar e deteta a minha ação como um dodge, fazendo com que fique preso na animação e não consiga recuperar rápido o suficiente para tentar novamente e suceder, fazendo com que seja descoberto.

Lê mais:  Captain Tsubasa: Rise of New Champions | Novos modos Freestyle Match e Novo Herói
Kamiwaza-5  

Quando tiveres o saco cheio, terás a opção de dar os conteúdos do saco ao povo, dentro de uma caixa que se encontra perto da casa de Ebizo, ou podes simplesmente levá-lo para a Thieves Bathhouse, onde podes trocar o conteúdo do saco por dinheiro. Estas escolhas irão balançar dois aspetos do jogo que são fundamentais. Por um lado, precisas do dinheiro para comprar a medicina para a Suzuna, por outro, tens o dever de fazer com que o povo te veja como um nobre ladrão, e te ajude, dando vários itens que te serão úteis para as missões.

Caso queiras ganhar um pouco mais de dinheiro, comprar habilidades ou itens para as missões, terás de te dirigir à Thieves Bathhouse. Aqui, tens um NPC que te dá uma lista de missões, juntamente com o tempo limite que terás para as completar. Estas missões variam entre encontrares a carteira perdida de alguém, ou roubar um item de valor alto e trocar por dinheiro ou dar ao povo. Só podes ter uma missão ativa de cada vez, não sendo possível completar várias missões simultaneamente.

O jogo inteiro gira à volta destes fundamentos, sendo um balanço entre adquirir fundos para a medicina de Suzuna, descobrir a história de Ebizo, e também agradar o povo sacrificando algumas relíquias para a caixa do povo.

Kamiwaza-6  

Kamiwaza: Way of the Thief dá-te liberdade completa para gerires o teu tempo e recursos, com um mundo aberto dividido em várias secções, e uma base mecânica simples e divertida.

Algo que achei uma surpresa foi a adição de bosses, que irás encontrar durante a história do jogo. Estes bosses são bastante simples, com poucos ataques e padrões, onde o teu objetivo é roubar tudo o que eles têm, tendo de fazer pickpocket aos mesmos num duelo.

Caso queiras repetir a experiência, podes focar-te em completar os restantes finais do jogo. Tens quatro finais disponíveis, que, talvez, são afetados pelas tuas escolhas morais. Tenho a admitir que fiquei um bocado confuso, pois, quando cheguei ao final, tinha praticamente tudo o que era relacionado com boas ações no máximo, e por algum motivo deparei-me com o final mau.

Kamiwaza-7  

Um remaster que deixa a desejar

Em termos de melhorias gráficas, penso que Kamiwaza falha um pouco. Apesar de termos uma imagem mais nítida e limpa, penso que poderiam ter acrescentado um pouco mais. Há melhorias visuais bastante subtis, e, infelizmente, o jogo está a 30 fps, mesmo nas consolas de nova geração.

O áudio por vezes também sofre um pouco, com as vozes a apresentar um volume baixo nas cutscenes, e com uma música bastante presente.

Kamiwaza-8  

Rock e orquestra juntos num só

O OST de Kamiwaza junta dois aspetos para nos proporcionar com um ambiente necessário para a situação. Quando nos encontramos pela cidade calmamente, sem sermos descobertos, temos uma percussão simples e poucas cordas com uma melodia simples. Assim que és descoberto e tens guardas a perseguirem-te, as guitarras distorcidas entram, e tens um Rock oriental a preencher-te os ouvidos até conseguires escapar.

Kamiwaza: Way of the Thief está disponível para o PC na Steam, para a Nintendo Switch e para a Playstation 4.

CONCLUSÃO
Robin Hood
7.3
kamiwaza-way-of-the-thief-analiseKamiwaza: Way of the Thief é um jogo bastante original, juntando Stealth com um sistema de pontuação dos jogos de ação, fazendo com que tenha uma jogabilidade mais rápida e frenética. Um jogo simples e divertido, que sofre um pouco pela remasterização simples e algumas inconsistências nas mecânicas.