Desenvolvido pela Dejobaan Games em parceria com a Radial Games, Monster Loves You! é um joginho de aventura literário. Um pouco ao estilo point and click, mas só com o click, este é um jogo que tem como público alvo as crianças mais pequenas, e que promete diverti-las com todo o seu imaginário.

A história de Monster Loves You! começa como qualquer outro conto de fantasia, ou não estivéssemos a falar de um jogo focado em todo o imaginário das crianças. Imaginário esse que contem contos tradicionais como o Gato das Botas, o Capuchinho Vermelho, Hansel e Gretel, e muitos outros com reviravoltas surpreendentes. No entanto, a história em si é muito straightforward.

Lê mais:   Prémios PlayStation Talents Portugal 2022 | Finalista serão hoje revelados no MODO PlayStation

O primeiro momento do jogo, é o momento em que é narrado o nascimento do nosso monstrinho, e daí para a frente vivemos toda uma aventura até chegarmos à nossa hora de partir. Enquanto crescemos, com imensas personagens que nos acompanham durante o nosso percurso pela vida, apercebem-nos melhor do mundo em que nos situamos. Um mundo onde os monstros vivem aterrorizados pelos humanos. Embora durante a maior parte do jogo não haja quase contacto nenhum entre estas duas culturas, cabe ao jogador tentar resolver este conflito e estabelecer a paz, ou o caos, entre as duas espécies.

Em termos de mecânicas, Monster Loves You! é bastante simples. Tão simples de facto, que chega a ser aborrecido, e no entanto é dos jogos mais rápidos de se jogar que já me passou pelas mãos. Ao nível das crianças, com certeza parecerá mais engraçado, mas muito provavelmente, vendo como os miúdos de hoje em dia se comportam, depois da primeira partida ficarão fartos de Monster Loves You! e logo irão querer pedir outro jogo novo para jogarem.

monster-loves-you-txt2  

Lê mais:  Kirby and the Forgotten Land | Novo trailer apresenta novas habilidades Ranger e Drill

Com meia dúzia de finais alternativos, podes apostar de que estamos a falar de um jogo repleto de escolhas (900 para ser exacta), mas isto é tudo o que podes fazer em Monster Loves You!. Ler o diálogo principal, escolher entre 3 opções de fala que exibem tipos de posturas completamente diferentes em relação à situação, e seguir, seguir, seguir… Muitos diálogos nem te dão escolha, portanto é só a parte do seguir, seguir. O importante de tomar estas decisões, é que conforme o comportamento que decidimos tomar, somos recompensados com alguns status como: bravura, inteligência, ferocidade, etc.. que mais tarde serão importantes para progredir na história.

Para além de ser um jogo quase automático de se jogar, os grafismos também estão recorrentemente a ser reciclados, só mudando o fundo do cenário conforme os vários estágios da vida do nosso monstrinho. Estes, ao abrigo de um traço carregado e de cores vivas, apresentam um visual cartoonista interessante.

monster-loves-you-txt3

Lê mais:  Horizon Forbidden West | Novo trailer mostra jogabilidade do Oeste Proibido

A minha maior preocupação com este jogo é que, por ser feito para crianças tão pequenas, o facto de não ter o nosso idioma atrapalhe a experiência. Tudo bem, as crianças hoje quase que aprendem inglês desde o berço, mas aqui há certos maneirismos, certas brincadeiras com as palavras, que lhe podem não ser perceptíveis de todo. No entanto, é aí que entram os pais. Talvez esta seja uma boa oportunidade para divertirem-se com os pequenos a contarem e interpretarem uma história fantástica.

Monster Loves You! já está disponível para PlayStation 4, Android, IOS, Nintendo Switch e na Steam e na Humble para PC, Mac e Linux.

CONCLUSÃO
Curto e simples, vive apenas de uma aventura literária e criativa.
5.0
Apaixonada pelo mundo do cinema e dos videojogos. A ficção agarrou-me e não me largou mais! A vida levou-me pelo caminho da Pós-Produção, do Marketing e da organização de Eventos de cultura pop, mas o meu tempo livre, dedico-o a ti e à Squared Potato.
monster-loves-you-analiseMonster Loves You! é um jogo que tem como público alvo as crianças. Muito simples e quase automático, rapidamente perdemos a noção de que estamos a jogar algo, pois basicamente só precisa de um botão para ser jogado. Este jogo desenrola-se numa aventura literária, contando uma história onde o jogador consegue tomar decisões e chegar a um desfecho alternativo mediante das suas escolhas. Tanto os visuais como a banda sonora são aqui simplesmente acessórios, pelo que o que conta realmente neste jogo é o conteúdo da história em si, podendo a mesma ser narrada à criança que supostamente está a jogar. Este parece-me também uma espécie de introdução para este público ao mundo do role play, onde encontramos jogos como D&D.