No período de desenvolvimento deste artigo, andei a viajar pelos cofres da minha mente (e por variados sites online) à procura de anime que relembra, ou que sequer representa o Natal da mesma forma que é representado aqui, no ocidente. Infelizmente, os resultados foram, no mínimo, escassos, logo tive que procurar uma alternativa para este mês natalício.

Porém, perguntei-me a mim mesmo: qual é o significado do Natal? Aí, cheguei à conclusão que o significado desta quadra natalícia é que se havia alterado ao longo dos anos na parte ocidental do mundo. O que havia começado como uma demonstração de carinho, amor e amizade, acabou dominado pelo capitalismo, onde o materialismo das prendas natalícias é a chave para um Natal perfeito.

Logo, em vez de vos trazer um filme e uma série “ocidentalizados”, trago a demonstração de Natal mais pura possível, onde o importante não é receber aquela prenda desejada, mas sim partilhar emoções com quem mais gostamos. Espero que com estas recomendações, vos consiga aquecer o coração, por isso em primeiro lugar, trago-vos o Your Name, de Makoto Shinkai.

Com certeza que para a maioria das pessoas este filme já não é desconhecido. Quando Your Name chegou aos cinemas mundiais, dominou completamente as bilheteiras, tornando-se o filme anime com mais bilhetes vendidos de sempre. Makoto Shinkai já tinha surpreendido com as suas obras anteriores, como The Garden of Words por exemplo, mas este filme elevou a fasquia em termos de arte e animação para um nível quase impossível de ultrapassar, aos níveis de um Studio Ghibli.

O filme não só apresenta esta qualidade enorme em termos de visuais, como vem também acompanhado de uma história excelente, uma banda sonora soberba e personagens extremamente carismáticas e cheias de vida. Sendo esta uma história de fantasia romântica, traz muita emoção com ela, e é exatamente aí que as personagens entram: tanto a Mitsuha como o Taki, os protagonistas, trazem com muita facilidade um realismo a estas emoções que são sentidas aparentemente por apenas “desenhos”.

Lê mais:  Temporada de Outono 2022 | Top 5 animes mais antecipados
04115235865327  

Então, Your Name segue a história de Mitsuha, uma jovem que vive com a avó e com a irmã na pequena aldeia de Itomori, um sítio praticamente isolado do resto do país. Porém, isso não impede os seus sonhos de um dia se mudar para Tóquio, e viver lá. Estranhamente, um dia, Mitsuha acorda no corpo de um rapaz, chamado Taki, que vivia no centro da cidade, e assim começam, em dias aleatórios, a trocar de corpos e a viver a vida um do outro. Mas, um dia Taki para de trocar de corpo com Mitsuha, após esta o avisar sobre a passagem de um cometa que iria ficar visível em todo o Japão.

Para evitar spoilers, deixo-vos apenas com esta curta sinopse, porém a história é realmente mágica, já que mistura as tradições clássicas japonesas com a mitologia, da forma que Hayao Miyazaki também costuma fazer. As personagens acabam por ir também desenvolvendo laços, já que ao longo do tempo acabam por se conhecer melhor, e aprendem a viver no corpo um do outro. Ao longo da história somos acompanhados pela maravilhosa banda sonora criada pelos RADWIMPS. Uma das cenas principais do filme certamente não seria a mesma sem a sua música, que adiciona a esta magia que Your Name traz consigo.

05-9  

Para verem depois de Your Name, apresento-vos um anime bastante recente, e que com certeza muitos irão já estranhar esta escolha. Para esta quadra natalícia, trago-vos nada mais, nada menos, do que My Dress-Up Darling. Retirando todo o fan-service que este anime traz consigo, encontramos aqui uma história sensacional, e extremamente comovente, apesar de ainda ter apenas uma temporada (com uma segunda já confirmada para ser lançada em breve).

Lê mais:  Dragon Ball Super: Super Hero | Filme estreia nos cinemas portugueses

Este anime segue a história de Gojo, um rapaz apaixonado pelo hobby de criar bonecas típicas japonesas, mas que sempre foi alvo de gozo da parte dos seus colegas pelos seus gostos. Isto, até conhecer Marin, uma rapariga apaixonada por cosplay que o encoraja a seguir as suas paixões, já que ela mesma também tinha um hobby considerado “excêntrico” pelos colegas. Eles acabam por desenvolver uma bonita relação de amizade, trabalhando os dois na arte de cosplaying da Marin, que ajuda Gojo a aceitar quem ele realmente é.

Apesar de esta ser muitas vezes uma história muito genérica, com imenso (mas mesmo imenso) fan-service, como já havia referido, alberga uma excelente mensagem de aceitação por que realmente somos. Muitas vezes temos que esconder os nossos hobbies, e o que nós gostamos, de forma a integrarmo-nos num certo grupo de pessoas, porém não nos lembramos que pode haver mais alguém como nós por aí.

A arte e animação deste anime são extremamente bonitas, com excelentes designs de personagens e dos cosplays da Marin. Apesar de a banda sonora ficar um bocadinho aquém do desejado (excetuando a maravilhosa música de abertura), o anime domina no que toca a entregar uma história interessante neste género, o que muitas vezes é difícil de se conseguir, devido à extensão das mesmas. Por outro lado, outro assunto que My Dress-Up Darling domina é em termos de “melhor rapariga anime do ano”, lista que até agora lidera, devido não só à beleza da arte da personagem, mas também da sua personalidade marcante. Sem dúvida, um anime que os fãs devem ver até ao ano acabar.

My-Dress-Up-Darling-novo-anime-pv-screenshot  

O que achaste das recomendações de anime deste mês? Partilha connosco!