Uma das melhores ferramentas que qualquer mortal, agarrado à tecnologia, pode possuir, é a possibilidade de aceder ao seu computador de casa remotamente. Seja na praia, no café, ou até na casa de banho da tua sogra, desde que haja uma ligação à internet, o teu computador poderá estar sempre presente. A forma mais conhecida de acesso é o Team Viewer, uma ferramenta “gratuíta” e muito simples de se usar. Contudo, recentemente, através da loja da Oculus Quest, deparei-me com mais uma ferramenta de acesso remoto chamada de Virtual Desktop. Vamos lá então explorá-la!

[irp]

Uma maneira diferente de acederes ao teu PC

Como já expliquei, esta ferramenta permite-me aceder ao meu PC a partir de qualquer local no mundo, desde que ambos os equipamentos estejam conectado à Internet. A conexão é feita através de um software cliente, que terá que ser instalado no PC e executado. Contudo, é muito importante que tanto o PC como o equipamento que se vai ligar a este, estejam ligados a um router de 5Ghz, para uma máxima qualidade. Isto não é obrigatório, mas irás notar artefactos em alguns momentos caso utilizes uma ligação mais baixa.

Virtual Desktop

[irp]

Uma vez conectado, a experiência é completamente imersiva, graças aos vários cenários que Virtual Desktop tem disponíveis. Sem duvida um dos meus favoritos é o Home Cinema, um cenário bem acolhedor para um geek como eu. Para além destes, ainda quero destacar o Cinema e a Sala de Computador, dois belos cenários com os quais me apaixonei.

Para além de videos 2D, é também possível ver videos em 3D

Além disto, é ainda possível alterar as dimensões, inclinação, curvatura e posição da janela do PC, conseguindo toda a liberdade e conforto necessários para obter a melhor experiência possível. Também é possível emparelhar teclados, ratos e até mesmo comandos de consolas com ligação Bluetooth, usando a app Oculus no Smartphone.

Ideal para Gaming

Virtual Desktop serve mais do que um meio de aceder ao teu PC e ver conteúdo. Graças ao bom desenvolvimento por parte de Guy Godin, é possível jogar videojogos usando os próprios Oculus Touch Controllers. Estes agem como um só comando, que permite-te jogar a maior parte dos teus videojogos, até mesmo na Steam. E por falar em Steam, não me posso esquecer de falar da melhor feature deste software.

Virtual Desktop

[irp]

Virtual Desktop tem a capacidade de fazer stream de videojogos da Steam VR, com uma qualidade bastante aceitável. Claro que para que tudo isto se cumpra, continuarás a precisar de um PC bastante potente, capaz de correr os videojogos enquanto espelha a imagem para o teu VR Headset. Ao nível de latência, como já referi, será necessária uma conexão super rápida, para que consigas jogar Beat Saber minimamente bem. Ainda assim, terá sempre um mínimo de latência.

Contudo, devido a políticas por parte da Oculus, esta feature ficou comprometida e teve que ser removida numa actualização recente. Foi um golpe bem forte que originou uma onda de descontentamento por parte da comunidade. Mas nem tudo ficou perdido. Guy Godin deixou claro que não ia desistir e criou uma app com a feature, que poderá ser instalada através do software SideQuest. Fica aqui um video a explicar como instalares e usares o SideQuest (video em inglês).

Requisitos e Disponibilidade

Como já dei a entender nesta análise, para poder correr o Virtual Desktop via Oculus Quest, existem requisitos mínimos. Para já a família dos MAC (OsX) e Linux, ficam de fora, não tendo qualquer suporte. Já no que toca ao Windows, este terá que ter no mínimo a versão 8.1 64bit e um processador Intel Core i5 – 2500k ou equivalente. A placa gráfica dependerá do que vais fazer: Caso seja só video, não será necessário algo assim tão potente.

No que toca à sua disponibilidade, Virtual Desktop poderá ser adquirido para Oculus Go, Oculus Quest e Gear VRExiste ainda a versão PC, para os Oculus Rift/SHTC Vive / Vive ProValve IndexWindows Mixed Reality. Nesta versão, os requisitos diferem um pouco dos da versão mobile, por isso verifica aqui os mesmos.

Deixa uma resposta

Por favor deixa aqui o teu comentário
Por favor deixa aqui o teu nome